João Pires/Efe
João Pires/Efe

Nicolas Almagro leva o bi do Brasil Open e se iguala a Gustavo Kuerten

Espanhol vence o ucraniano na decisão por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2011 | 22h51

COSTA DO SAUIPE - O espanhol Nicolas Almagro venceu o ucraniano Alexandr Dolgopolov por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (7/3), neste sábado à noite, e conquistou pela segunda vez na sua carreira o título do Brasil Open, ATP 250 disputado na Costa do Sauipe, na Bahia.

Campeão também em 2008, Almagro se tornou o maior vencedor do torneio brasileiro ao lado de Gustavo Kuerten, que levantou a taça da competição mais importante do tênis do País em 2002 e 2004.

Esse também foi o oitavo título da carreira de Almagro, atual 13.º colocado do ranking mundial e cabeça chave número 1 no Sauipe. E foi o oitavo troféu obtido justamente no piso de saibro. Já Dolgopolov, o 32.º do mundo, não foi feliz na tentativa de ganhar seu primeiro troféu na ATP.

O ucraniano, porém, mostrou que segue como promessa do tênis mundial. Com apenas 22 anos de idade, ele conseguiu a proeza de eliminar o sueco Robin Soderling, atual quarto colocado do ranking mundial, nas oitavas de final do último Aberto da Austrália. E em seguida "vendeu caro" a derrota para o britânico Andy Murray, que precisou jogar quatro sets para ir à semifinal do Grand Slam.

Essa foi a terceira vez que Almagro enfrentou Dolgopolov no circuito profissional. Até o duelo deste sábado, cada um ostentava uma vitória. No ano passado, o tenista da Espanha primeiro levou a melhor sobre o rival em Roland Garros, antes do ucraniano dar o troco no Masters 1.000 de Xangai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.