Nikolay Davydenko derrota Rafael Nadal em Miami

Tenista derrota espanhol por 2 a 0 e se torna o primeiro russo a levantar o troféu em Miami

Chiquinho Leite Moreira - Especial para O Estado de S. Paulo,

06 de abril de 2008 | 15h40

Nem Rafael Nadal , muito menos Roger Federer – dois tenistas que centralizaram as atenções no circuito nos últimos tempos -. O título do Masters Series de Miami  foi parar nas mãos de Nikolay Davydenko , um jogador muito mais com fama de vilão do que herói.Envolvido em suspeitas de manipulações de resultados, com jogo feio, estilo pouco agradável, o russo não tem carisma, mas tem um tênis dos mais eficientes como mostrou na final deste domingo em Key Biscayne ao deixar o número dois do mundo praticamente sem ação e vencê-lo por 6/4 e 6/2. Além do troféu, Davydenko, o número 4 do ranking mundial, embolsou um cheque de US$ 590 mil que se junta a sua fortuna de mais de US$ 8 milhões em prêmios acumulados na carreira. Uma parte do dinheiro ganho no tênis pode ter vindo de suas participações no que ficou conhecido como o escândalo das apostas. O jogo que perdeu ano passado na Polônia, para o argentino Martin Vassallo Arguello, em condições totalmente favoráveis está sob investigação. Mas como nada ficou provado até agora, a situação começa a inverter-se. O próprio Davydenko entrou com ação de perdas e danos contra a ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) que o estaria acusando sem provas. Em Miami, Davydenko fez festa. Ganhou o torneio de forma incrível. Salvou match points nas duas primeiras rodadas. Fez todos os jogos com apenas uma raquete, contou com a sorte de não quebrar as cordas, e por isso confessou: "Estou surpreso com este título", disse o russo que nas semifinais bateu Andy Roddick, o ídolo local. A final esteve em clima de festa. Um pouco antes, um grupo de dança, Latin Mix, agitou o público até com música brasileira. O saxofonista Kenny G deu show e tocou o hino nacional norte-americano. Mas no final deu um russo, com jeito de vilão, como campeão.Atualizado às 17h14 para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
ATPNikolay DavydenkoRafael Nadal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.