Gustau Nacarino/Reuters
Gustau Nacarino/Reuters

Nishikori bate espanhol, confirma favoritismo e é bi em Barcelona

Com duplo 6/4 sobre Pablo Andújar, japonês faturou mais um título

Estadão Conteúdo

26 de abril de 2015 | 17h16

Quando todos esperavam que Rafael Nadal continuasse dominando os títulos em Barcelona - já tem oito na carreira -, eis que um japonês tomou o posto do espanhol e neste domingo conquistou o bi do ATP 250 da cidade da Catalunha. Com facilidade, em 1 hora e 35 minutos, Kei Nishikori derrotou o local Pablo Andujar por 2 sets a 0, com um duplo 6/4, e levantou a segunda taça da competição.

Este é o nono título na carreira de Nishikori, atual número 5 do ranking mundial da ATP, sendo o terceiro em nível ATP 500. Por ser atual campeão, o japonês apenas defendeu os 500 pontos da conquista do ano passado e permanece no quinto lugar na lista que será atualizada nesta segunda-feira.

Pablo Andújar, por sua vez, deverá dar um salto de 22 posições, saindo do 66.º para o 44.º lugar. Seu melhor ranking é 33.º, de setembro de 2012. "Fiquei com a sensação que poderia ter vencido o segundo set, mas estou feliz com o que joguei aqui (em Barcelona)", disse.

Já Nishikori mostrou sua enorme alegria por ter conquistado o bi em um torneio de saibro. "Foi um segundo set muito duro. Pablo (Andújar) estava melhor e estava louco para ganhar o título. Estou muito feliz por vencer pelo segundo ano seguido este torneio e, especialmente, por ganhar no saibro", afirmou.

O japonês ressaltou também a confiança adquirida para as próximas competições neste tipo de quadra, que não é sua especialidade. Os próximos compromissos são os Masters 1000 de Madri (Espanha) e Roma (Itália) e Roland Garros, em Paris, o segundo Grand Slam da temporada. "Nas finais não dá para jogar 100%, mas era importante ganhar em dois sets e adquirir confiança para o futuro", completou Nishikori.

NA ROMÊNIA

O espanhol Guillermo García-Lopez ganhou seu quinto título na carreira, neste domingo, ao derrotar o checo Jiri Vesely por 2 sets a 0 - com parciais de 7/6 (7/5) e 7/6 (13/11) -, na final do ATP 250 de Bucareste, capital romena, no saibro. É o segundo título no ano para ele, que já havia triunfado em Zagreb, na Croácia, em quadra dura e coberta.

Atual 45.º colocado do ranking mundial da ATP, Guillermo García-Lopez agora tem 5 vitórias e três derrotas em finais de ATP. Aos 21 anos, Vesely disputou sua primeira final no saibro e buscava seu segundo título de nível ATP, depois de ter triunfado no piso sintético de Auckland, na Nova Zelândia, em janeiro.

BELLUCCI

O brasileiro Thomaz Bellucci faz sua estreia, nesta segunda-feira, no ATP 250 de Istambul, na Turquia. O tenista número 1 do Brasil enfrenta o russo Mikhail Youzhny, cabeça de chave 7 e 57.º do mundo, por volta das 7h30 (de Brasília).

Este será o sexto encontro entre os dois no circuito mundial. O russo tem a vantagem de três vitórias, mas Bellucci venceu os dois últimos jogos - na primeira rodada do ATP 250 de Valência (Espanha), em 2014, e nas oitavas de final do ATP 250 de Gstaad (Suíça, em 2012).

"Já joguei muitas vezes contra ele. Sempre foram jogos difíceis e bem equilibrados. Ele gosta de jogar indo para frente e tem bons recursos no fundo de quadra, mas às vezes acaba sendo irregular", observou Bellucci. "Estou treinando bem e me sentido bem para o jogo de amanhã (segunda), confiante que posso fazer um bom jogo e sair com a vitória", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.