Nishikori vence de virada e enfrenta Dolgopolov na decisão de Buenos Aires

Japonês sofre para superar o argentino Carlos Berlocq em parciais de 4/6, 6/4 e 6/3

Estadão Conteudo

18 Fevereiro 2017 | 20h30

Cabeça de chave número 1 e quinto colocado do ranking mundial, o japonês Kei Nishikori teve certa dificuldade neste sábado, mas confirmou o favoritismo e se garantiu na decisão do ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina, disputado em quadras de saibro.

Diante do tenista local Carlos Berlocq, algoz do brasileiro Thiago Monteiro nas quartas de final, Kei Nishikori perdeu o primeiro set, mas conseguiu se recuperar. Venceu, assim, por 2 a 1 - com parciais de 4/6, 6/4 e 6/3.

Seu adversário na decisão será o ucraniano Alexandr Dolgopolov. Mesmo atuando diante do favorito espanhol Pablo Carreño Busta, cabeça de chave número 4, o tenista da Ucrânia não se intimidou e venceu por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/2.

A decisão deste domingo será a sexta partida entre os dois tenistas. E, se depender do retrospecto, o ucraniano tem muito a se preocupar: Kei Nishikori venceu todos os cinco confrontos anteriores.

Alexandr Dolgopolov, que ocupa atualmente a 66.ª posição do ranking, tentará em Buenos Aires obter o seu terceiro título da carreira. Já o tenista japonês, que será o adversário do brasileiro Thomaz Bellucci na estreia do Rio Open, busca o seu 12.º troféu.

Mais conteúdo sobre:
Tênis tênis Kei Nishikori

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.