Nishioka surpreende Verdasco e fará final com tenista francês em Shenzhen

Nishioka surpreende Verdasco e fará final com tenista francês em Shenzhen

Japonês vira sobre espanhol e enfrentará Pierre-Hughes Herbert neste domingo pela taça

Estadão Conteúdo

29 Setembro 2018 | 12h30

A final do Torneio de Shenzhen, na China, será disputada por dois tenistas considerados azarões: o japonês Yoshihito Nishioka e o francês Pierre-Hugues Herbert, que despacharam os favoritos Fernando Verdasco e Alex de Minaur, respectivamente, neste sábado, para avançar à decisão.

Algo do britânico Andy Murray, o espanhol Fernando Verdasco (28º), veterano de 34 anos, deu indícios de que avançaria à final com tranquilidade ao passear no primeiro set, mas não manteve o ritmo e foi derrotado de virada por Nishioka, número 171 do mundo, por 2 sets a 1, com parciais de 1/6, 6/3 e 7/6 (7/5).

Em jogo que terminou um pouco mais cedo, o australiano Alex de Minaur (40º) não conseguiu confirmar o favoritismo e foi superado por Herbert, atual 67º colocado no ranking da ATP, também por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 2/6 e 7/6 (10/8) na partida que teve duração de 2h34.

Como os dois finalistas em Shenzhen nunca conquistaram um título de ATP, o circuito conhecerá um campeão inédito neste domingo. Será a primeira final entre Nishioka e Herbert, que já se enfrentaram uma vez no challengers em Yokohama, em 2013, que terminou com vitória do japonês.

TORNEIO DE CHENGDU

Em outro torneio disputado na china, o de Chengdu, ATP 250 jogado em quadras duras, o italiano Fabio Fognini, número 13 do mundo, teve dificuldade, mas confirmou seu favoritismo diante do jovem norte-americano Taylor Fritz, número 62 da ATP, ao vencer a partida de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (5/7), 6/0 e 6/3.

Na final, que está marcada para as 5h30 (de Brasília), deste domingo, Fognini enfrentará o australiano Bernard Tomic (123º), surpresa do torneio, que derrotou o português Joao Sousa (50º) neste sábado, por 2 sets a 0, com um duplo 6/4. Os dois já duelaram entre si duas vezes, com vantagem para o veterano italiano de 31 anos, que venceu dois confrontos e perdeu outro.

Se Fognini ganhar o Torneio de Chengdu, ele se tornará o primeiro jogador italiano com quatro títulos em única temporada. Ele já faturou o Brasil Open, disputado em São Paulo, no começo do ano, e os torneios de Bastad, na Suíça, e Los Cabos, no México.

 

 

Mais conteúdo sobre:
tênisFernando Verdasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.