Lucas Coch/ EFE
Lucas Coch/ EFE

No Rio, Marin Cilic exalta Federer e sonha com liderança no ranking

Croata será uma das estrelas no Rio Open, que começa na segunda-feira

Estadão Conteúdo

16 de fevereiro de 2018 | 22h06

O croata Marin Cilic concedeu entrevista nesta sexta-feira no Jockey Club Brasileiro, onde acontecerá o Rio Open entre os dias 19 e 25 de fevereiro. Cabeça de chave número 1 do torneio, ele aproveitou a conversa para enaltecer o feito de Roger Federer e também avisou que pretende assumir em breve o primeiro lugar do ranking.

+ 'Tornar-se número 1 é a máxima conquista em nosso esporte', festeja Federer

Atualmente, o croata ocupa o posto de número 3 da lista de melhores tenistas e tem como principal feito na temporada o vice-campeonato do Australian Open, em janeiro, torneio que teve como algoz Federer.

Enquanto Cilic conversava com os jornalistas, o suíço batia o holandês Robin Haase no Torneio de Roterdã e se tornava, aos 36 anos, o tenista mais velho a assumir a liderança do ranking da ATP.

"É um feito incrível para ele, ganhar o Australian Open em 2017 e agora de novo. Acho que ele não estava pensando em ser número 1, mas se colocou nessa posição e para o tênis é ótimo. Os jogadores alongam as carreiras e isso dá um tempo extra para os jovens, de 20 ou 21 anos, que veem que a carreira pode ser longa. E também dá o exemplo de que ainda se pode evoluir com a idade que ele está", elogiou o croata.

Cilic ainda não sabe a data e nem quem será seu adversário de estreia no Rio Open. Mas também tem em mente fazer bons resultados em 2018 e possivelmente se tornar número 1 do mundo. "Não coloco muita pressão para ser em seis meses ou 12 meses, posso não chegar lá, mas é o meu objetivo final."

Aos 29 anos, Cilic carrega no currículo 17 títulos, entre eles o US Open em 2014. Será sua primeira vez no saibro do Rio. "É um desafio para mim, especialmente (por ser) no saibro. Espero começar em um bom nível desde o primeiro jogo, mantendo a forma do Australian Open", analisou.

DESISTÊNCIA 

O britânico Kyle Edmund, número 26 do mundo, esteve no Jockey nesta sexta-feira, mas passou pelo departamento médico e foi vetado da competição. Ele não joga desde a inédita campanha até a semifinal do Australian Open. Sua vaga na chave principal passou para o chileno Nicolas Jarry, 93º do ranking, que disputará o torneio pela segunda vez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.