Norman elimina Guga em Monte Carlo

Gustavo Kuerten jogou fora uma bela chance de fazer boa campanha no Masters Series de Monte Carlo, o seu primeiro torneio da temporada européia de quadras de saibro. Tinha uma grande vantagem sobre o sueco Magnus Norman, com 1 set a 0, e vantagem de 5 a 2 no segundo, sacando para o jogo com 5 a 3, mas ainda assim perdeu por 1/6, 7/5 e 6/2. Sem explicações, Guga deixou a quadra bastante aborrecido e disposto a apagar este resultado de sua memória. Para o técnico Larri Passos houve excesso de confiança de um tenista como Guga que esgava jogando bem, tinha a partida nas mãos e deixou escapar. "O Guga tem de esquecer esta derrota e partir para outros desafios nesta temporada de saibro que está apenas começando", aconselhou Passos. "Foi excesso de confiança de um campeão." E Guga estava mesmo com tudo para vencer. No primeiro set, por exemplo, já saiu quebrando o saque de Norman e ganhou a série por 6 a 1. No segundo, o domínio do brasileiro continuou e tudo levava para uma vitória fácil em menos de uma hora. Mas, de repente, Guga deixou de mostrar o mesmo nível de jogo e perdeu totalmente a confiança depois de ceder seu serviço, quando sacava com vantagem de 5 a 3. Agora, Norman - que faz sua melhor campanha em um Masters Series nos últimos tempos, no principal resultado que consegue depois da cirurgia - irá agora enfrentar o italiano Filippo Volandri, que ganhou do argentino David Nalbandian por 6/2 e 7/6 (8/6). Em outros jogos, Guillermo Coria eliminou o norte-americano James Blake por 6/0, 6/7 (7/3) e 6/3; Gaston Gaudio de Luiz Horna por 6/4 e 6/1; Albert Martin de Rainer Schuettler por 6/2 e 6/4; e Ivan Ljuibicic de Albedrt Portas por 6/4 e 6/3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.