Emilio Naranjo/EFE
Emilio Naranjo/EFE

Novak Djokovic ameaça Rafael Nadal e Thomaz Bellucci é 22.º no ranking

Após Masters de Madri, sérvio ficou próximo de ser número 1 e brasileiro subiu 14 posições

AE, Agência Estado

09 de maio de 2011 | 10h47

LOS ANGELES - O sérvio Novak Djokovic ficou mais perto de assumir a liderança do ranking da ATP ao faturar no último domingo o título do Masters 1.000 de Madri. Com a conquista, ele permaneceu na segunda colocação na lista, liderada por Rafael Nadal, mas diminuiu em mais de 400 pontos a vantagem do primeiro colocado e pode até assumir a ponta após a disputa do Masters 1.000 de Roma, que acontece nesta semana.

Djokovic faturou mil pontos com a conquista em Madri e agora está com 10.665. Já Nadal, derrotado na final de domingo, ganhou 600 pontos e soma 12.470. Nesta semana, o espanhol defende mil pontos relativos ao título de Roma em 2010, enquanto o sérvio não participou do evento no ano passado.

Assim, Djokovic assumirá a liderança do ranking da ATP se for campeão do Masters 1000 de Roma e Nadal não conseguir chegar às semifinais do torneio. Neste ano, o sérvio venceu os 32 jogos que disputou e pode se tornar o primeiro jogador a quebrar o domínio de Federer e Nadal que se revezam na liderança do ranking desde fevereiro de 2004.

"Se eu continuar ganhando eu vou chegar mais perto, mas estou tentando não pensar sobre isso", disse Djokovic. "Se eu quiser chegar ao número 1, vou ter que jogar sempre bem, porque isso é o que Rafa e os outros jogadores irão fazer", completou. "O número 1 do ranking não está em perigo, está encerrado. Não vamos mentir, essa é a realidade", disse Nadal.

O suíço Roger Federer, que perdeu para Nadal nas semifinais do Masters 1000 de Madri, segue na terceira colocação, com 8.900 pontos, com quase três mil pontos de vantagem para o britânico Andy Murray. O sueco Robin Soderling, o espanhol David Ferrer, o checo Tomas Berdych e o austríaco Jurgen Melzer. O francês Gael Monfils ultrapassou o espanhol Nicolas Almagro e assumiu a nona colocação.

Bellucci. A excelente campanha no Masters 1000 de Madri, quando superou dois tenistas do Top 10 do ranking da ATP - Murray e Berdych - e caiu apenas nas semifinais para Djokovic já surtiu efeitos para Thomaz Bellucci. O brasileiro subiu 14 posições na lista e agora é o número 22 do mundo.

Bellucci somou 360 pontos por ter sido semifinalista e agora está com 1.430 pontos. Mas esta não é a melhor posição do brasileiro no ranking da ATP, já que ele ocupou o 21.º lugar em julho de 2010. Nesta semana, ele defenderá 45 pontos do Masters 1.000 de Madri de 2010 e estreará em Roma contra o italiano Paolo Lorenzi.

Ricardo Mello continua sendo o outro tenista brasileiro entre os cem melhores do mundo. Ele perdeu três posições e agora está em 89.º lugar.

Ranking da ATP, 09/05

1.º Rafael Nadal, (ESP), 12.470 pontos

2.º Novak Djokovic (SER), 10.665

3.º Roger Federer (SUI), 8.900

4.º Andy Murray (GBR), 5.905

5.º Robin Soderling (SUE), 5.265

6.º David Ferrer (ESP), 4.420

7.º Tomas Berdych (RCH), 4.035

8.º Jurgen Melzer, (AUT), 3.020

9.º Gael Monfils (FRA), 2.645

10.º Nicolas Almagro (ESP), 2.495

11.º Mardy Fish (EUA), 2.366

12.º Andy Roddick (EUA) 2.280

13.º Mikhail Youzhny (RUS) 2.045

14.º Stanislas Wawrinka (SUI), 1.920

15.º Viktor Toicki (SER), 1.780

16.º Richard Gasquet (FRA), 1.710

17.º Fernando Verdasco (ESP), 1.665

18.º Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 1.535

19.º Gilles Simon (FRA), 1.520

20.º Alexandr Dolgopolov (UCR), 1.465

----------------------------------------------

22.º Thomaz Bellucci (BRA), 1.430

89.º Ricardo Mello (BRA), 580

140.º Rogério Dutra Da Silva (BRA), 419

145.º Marcos Daniel (BRA), 407

146.º João Souza, Brasil, 405

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.