John G. Mabanglo/Reuters
John G. Mabanglo/Reuters

Novak Djokovic despacha Roger Federer e vai à final do US Open

Sérvio salvou match points para passar pelo suíço por 3 sets a 2; enfrenta Rafael Nadal na decisão

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2010 | 20h14

Em um grande confronto neste sábado, o sérvio Novak Djokovic salvou dois match points antes de derrubar o suíço Roger Federer por 3 sets a 2, com parciais de 5/7, 6/1, 5/7, 6/2 e 7/5, e se classificar para a final do US Open, após uma batalha de 3h44min.

Na final, Djokovic terá pela frente o espanhol Rafael Nadal, que busca seu terceiro título de Grand Slam na temporada. O número 1 do mundo venceu com tranquilidade o russo Mikhail Youzhny por 3 sets a 0 ainda neste sábado.

Com a vitória, o sérvio voltou a superar Federer no ranking da ATP. Ele deverá retomar a segunda colocação na lista que será divulgada na segunda-feira. Pentacampeão em Nova York, o suíço perdeu a chance de disputar sua sétima final seguida do US Open - é o atual vice-campeão.

No domingo, Djokovic disputará sua terceira final de um Grand Slam. Em 2008, faturou o título no Aberto da Austrália. Para buscar o segundo troféu, ele precisará derrubar o favoritismo de Nadal, que soma 14 vitórias em 21 jogos contra o sérvio. A decisão está marcada para às 17 horas de domingo. 

A segunda semifinal do US Open foi marcada pelo equilíbrio e pelas grandes jogadas de ambos os tenistas. Djokovic começou na frente ao faturar a primeira quebra do jogo no sexto game do primeiro set. Mas Federer reagiu rapidamente e, com duas quebras, venceu a parcial inicial.

O sérvio não se abateu com o revés e impôs forte ritmo no segundo set. Quebrou o serviço do suíço logo no segundo game e abriu vantagem para fechar em 6/1. Depois de cair de rendimento na segunda parcial, Federer voltou ao jogo no terceiro set e voltou a liderar o placar, após faturar uma quebra no último game.

Sem desanimar, Djokovic buscou mais uma vez o empate no jogo. O sérvio foi superior no quarto set e, com duas quebras, deixou a partida igualada. Na sequência, os dois tenistas protagonizaram grandes momentos no quinto e decisivo set.

Marcada por longas e disputadas trocas de bola, a parcial seguiu equilibrada até o 11.º game, quando Federer desperdiçou dois match points no saque do rival. Com muita raça e disposição, Djokovic salvou os pontos decisivos e se manteve no jogo. Em seguida, quebrou o saque do suíço e confirmou a vitória, em um final emocionante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.