David Crossling/EFE
David Crossling/EFE

Novak Djokovic é nova baixa na 1.ª fase da Copa Davis

Anúncio vem após Nadal e Federer terem avisado que vão desfalcar a Espanha e a a Suíça

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2014 | 16h04

LONDRES - Depois de anúncios antecipados de que Rafael Nadal e Roger Federer não defenderão respectivamente a Espanha e a Suíça na primeira fase do Grupo Mundial da Copa Davis, soube-se nesta terça-feira que Novak Djokovic desfalcará a Sérvia neste estágio da competição, marcado para acontecer entre 31 de janeiro e 2 de fevereiro.

Vice-líder do ranking mundial, o tenista de Belgrado ficou fora da lista de jogadores escalados para encarar a Suíça, em casa, em busca de uma vaga nas quartas de final da Davis. Para completar, a sérvia também não terá o seu atual número 2, Janko Tipsarevic, lesionado, outro não escalado no time que terá Dusan Lajovic e Filip Krajinovic pré-determinados para os jogos de simples e Ilija Bozoljac e Nenad Zimonjic para o embate de duplas.

A ausência de Federer e Djokovic acaba sendo frustrante para a Davis, pois quando saiu o sorteio dos confrontos entre os países surgiu a expectativa de que os dois tenistas pudessem se enfrentar na competição. Para a Suíça, o consolo será a presença de Stanislas Wawrinka, que vive grande fase e nesta terça eliminou justamente Djokovic do Aberto da Austrália. Ele será a grande atração da equipe que terá também Marco Chiudinelli, Henri Laaksonen e Michael Lammer.

Já a Espanha, além de não ter Nadal, atuará sem David Ferrer e Nicolás Almagro, os seus dois outros principais tenistas da atualidade, diante da Alemanha, fora de casa. O país foi escalado pelo capitão Carlos Moya com Feliciano López, Fernando Verdasco, Roberto Bautista Agut e David Marrero. Enfraquecida, a nação pegará os alemães com sua força total, pois foram chamados Tommy Haas, Philipp Kohlschreiber, Florian Mayer e Daniel Brands para este embate.

Com o grande número de ausências confirmadas, o principal nome em quadra nesta primeira fase do Grupo Mundial da Davis será Andy Murray, atual quarto colocado do ranking mundial, que irá liderar a Grã-Bretanha diante dos Estados Unidos, em San Diego, onde os donos da casa terão John Isner, Sam Querrey e a maior dupla da atualidade, formada pelos irmãos Mike e Bob Bryan.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisNovak Djokovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.