Novo capitão argentino na Copa Davis quer 'filosofia Mancini'

Modesto Vázquez diz que não mudará o trabalho do antecessor para o país continuar com um bom retrospecto

Efe,

22 de dezembro de 2008 | 23h12

Modesto Vázquez, novo capitão da Argentina na Copa Davis, disse que sua prioridade será continuar o trabalho de Alberto Mancini, seu antecessor. Mancini pediu demissão do cargo em novembro, pouco depois da derrota para a Espanha na final da Davis do ano passado, em Mar del Plata. Em três anos e meio, ele levou o país a duas decisões do torneio e uma semifinal. "Será uma continuidade do processo anterior. Os jogadores que já estavam continuarão e traremos alguns outros valores", afirmou Vázquez na entrevista coletiva de apresentação, realizada em Buenos Aires. O novo capitão foi bastante criticado por outras pessoas ligadas ao tênis argentino, que o consideram despreparado para exercer a função hoje em dia. "Aceito as críticas, mas acho que é preciso um pouco mais de respeito. Acredito estar atualizado, conheço todos os jogadores", destacou. Ex-diretor de desenvolvimento da federação argentina de tênis, Vázquez representou o país na Davis nos anos 1966, 68 e 70, além de ter trabalhado como capitão entre 1986 e 1988. A estréia do novo técnico será em março do ano que vem, na primeira rodada da Copa Davis, quando a Argentina recebe a Holanda em Buenos Aires.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa Davis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.