Javier Soriano / AFP
Javier Soriano / AFP

Número 1 do mundo, Halep cai para Pliskova nas quartas de final em Madri

Apesar da derrota, romena segue como líder do ranking mundial

Estadão Conteúdo

10 Maio 2018 | 11h18

Número 1 do mundo, Simona Halep caiu nas quartas de final do Torneio de Madri. Nesta quinta-feira, a tenista da Romênia foi eliminada ao perder para a checa Karolina Pliskova, a sexta colocada no ranking da WTA, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, em 1 hora e 9 minutos.

+ Zverev e Thiem vencem na estreia no Masters de Madri

+ CBT quer levar Assembleia Geral da ITF para Florianópolis em 2020

Halep havia vencido as duas últimas edições do Torneio de Madri e vinha embalada por uma sequência de 15 triunfos no evento disputado em quadras de saibro. Mas Pliskova não lhe deu muitas chances nesta quinta, tendo disparado 20 winners, além de ter conseguido quatro quebras de serviço - ela perdeu o seu saque no único break point da tenista da Romênia, logo no início do duelo, quando Halep chegou a abrir 2/0.

Até o confronto desta quinta, Pliskova estava em desvantagem de 6 a 1 no confronto direto com Halep. E esse triunfo teve ares de vingança para a tenista da República Checa e sua família, pois na última quarta-feira a romena havia derrotado a sua irmã, Kristyna, em Madri.

A derrota não terá maiores consequências para Halep no ranking da WTA, pois a romena já havia assegurado a permanência na liderança da lista após o evento espanhol, ainda mais que a dinamarquesa Caroline Wozniacki e a espanhola Garbiñe Muguruza estão eliminadas. Já Pliskova espera a definição da sua adversária nas semifinais, que será a vencedora do duelo entre a também checa Petra Kvitova, a número dez do mundo, e a russa Daria Kasaktina, a número 15.

Também nesta quinta-feira em Madri, a francesa Caroline Garcia, a sétima colocada no ranking, avançou ao derrotar a espanhola Carla Suárez Navarro, a número 25 do mundo, por 6/2 e 6/3, em 1 hora e 17 minutos. Nas semifinais, ela terá pela frente a russa Maria Sharapova (52ª) ou a holandesa Kiki Bertens (20ª).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.