Noel Celis/AFP
Noel Celis/AFP

Osaka deixa o WTA Finals por lesão e Barty garante topo até fim do ano

Australiana perde para Kiki Bertens por 2 sets a 1, mas não pode ser mais alcançada na temporada

Redação, Estadão Conteúdo

29 de outubro de 2019 | 16h50

Por causa de uma lesão no ombro direito, a japonesa Naomi Osaka anunciou nesta terça-feira a sua desistência do WTA Finals, torneio que reúne as oito melhores tenistas da temporada, em Shenzhen, na China. Atual terceira colocada do ranking mundial, a jogadora asiática abandonou a competição no mesmo dia em que enfrentaria a australiana Ashleigh Barty no confronto que valeria a liderança do Grupo Vermelho do importante evento realizado em quadras duras.

"Estou decepcionada por ter de me retirar do torneio. Não era como eu queria terminar este torneio, mas confio que vou estar recuperada e poderei voltar aqui no próximo ano", afirmou Osaka, que no último domingo havia estreado com uma vitória por 2 sets a 1 sobre a checa Petra Kvitova.

Com a desistência de Osaka, a holandesa Kiki Bertens, que figurava como reserva e hoje ocupa a décima colocação do ranking, entrou no WTA Finals como substituta. E ela fez bonito ao derrotar Barty, a número 1 do mundo, de virada, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/4.

Apesar do revés sofrido nesta terça, a australiana assegurou a sua permanência na liderança do ranking até o fim deste ano. Isso pelo fato de que apenas Osaka e a checa Karolina Pliskova, vice-líder da WTA, tinham chances de impedir que Barty terminasse a temporada no topo. Para isso, porém, qualquer uma delas precisaria se sagrar campeã em Shenzhen sem perder nenhuma partida na primeira fase. E já na sua estreia, na última segunda-feira, Pliskova foi superada pela ucraniana Elina Svitolina.

Barty, por sua vez, fará história ao se tornar a primeira tenista australiana a fechar uma temporada na liderança do ranking. E apenas 14 jogadoras diferentes encerraram o ano como número 1 da WTA.

Em outro duelo realizado nesta terça-feira pela competição, a suíça Belinda Bencic derrotou Kvitova por 2 sets a 1, com 6/3, 1/6 e 6/4, também pelo Grupo Vermelho. Com este triunfo, todas as tenistas desta chave seguem com chances de classificação às semifinais.

Bencic e Barty acumulam uma vitória cada uma até aqui, Bertens somou seu primeiro triunfo e Kvitova tem duas derrotas em dois jogos, mas ainda pode avançar. Na quinta-feira, na rodada que fechará esta chave, a australiana vai encarar a checa, enquanto a holandesa medirá forças com a Suíça.

Nesta quarta-feira será disputada a segunda rodada do Grupo Roxo do WTA Finals. No primeiro jogo do dia, Svitolina, atual campeã, enfrentará a romena Simona Halep. Na sequência, a checa Karolina Pliskova terá pela frente a canadense Bianca Andreescu, que na estreia foi superada por Halep, na segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.