Ali Haider/EFE
Ali Haider/EFE

Ostapenko vence Kudermetova, conquista WTA 500 de Dubai e sobe no ranking

Título faz a tenista letã subir do 21º lugar para a 13ª posição entre as melhores do mundo

Redação, Estadão Conteúdo

19 de fevereiro de 2022 | 15h43

Jelena Ostapenko conquistou, neste sábado, sua décima vitória na temporada e levantou a primeira taça do ano. A letã celebrou o título do WTA 500 de Dubai ao vencer a russa Veronika Kudermetova por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/4, após apenas 1h05min de partida. Com isso, conseguiu dar um salto considerável no ranking.

Ostapenko chegou a ser a número 5 do mundo em março de 2018, mas saiu do top 20 no mesmo ano. Desde então, não conseguia voltar. Neste final de semana, entrou em quadra como 21ª colocada e saiu esperando a próxima atualização da lista, na segunda-feira, quando assumirá o 13º lugar. Em grande fase, a letã só tem menos vitórias em 2022 do que Ashleigh Barty, Madison Keys e Simona Halep, cada uma com 11.

"Acho que joguei muito bem hoje. No geral, estou muito feliz com toda a minha semana, porque foram adversários muito difíceis os que tive que enfrentar em todas as rodadas", afirmou a tenista campeã de Roland Garros em 2017. "Estou muito feliz com a forma como joguei e acho que dessa forma posso ganhar mais confiança", completou.

Ostapenko fez um primeiro set bastante seguro, no qual venceu 81% dos seus pontos de serviço, sem ter que enfrentar um break point sequer. Já na segunda parcial encontrou Kudermetova mais determinada, com bons saques, porém soube lidar bem com a quebra inicial para abrir nova vantagem e vencer a partida.

DOHA

Enquanto isso, na final do ATP 250 de Doha, o espanhol Roberto Bautista venceu o georgiano Nikoloz Basilashvili por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, e ficou com o título. O duelo foi uma reedição da decisão do torneio em 2021, quando Basilashvili conquistou a taça justamente diante de Bautista.

"Estou muito feliz. Já faz um tempo desde a última vez que levantei um troféu. Estive trabalhando muito pesado para alcançar outra final e ter a chance de ganhar mais um título. Foi um grande sonho vencer o título e agora eu tenho dois em Doha. Isso é muito especial para mim", afirmou o espanhol, que já havia vencido o torneio em 2019.

Bautista, atualmente 16º colocado do ranking mundial, ganhará uma posição na próxima atualização e ficará com o 15º lugar. Já Basilashvili, que ocupa a 22ª colocação, deve subir para 18º.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.