Otimista, Guga busca inspiração no baixo

Conta a lenda que o baixista Jaco Pastorius, quando foi levar uma fita demo para Joe Zawinul, fundador do Weather Report, em meados de 1975, já se apresentou dizendo ?muito prazer, sou o melhor do mundo?. Zawinul, claro, não acreditou naquele garoto de 24 anos, de cabelos longos, mas Pastorius, assassinado em 1987, tornou-se mesmo o melhor do mundo no instrumento. É esse cara que vem inspirando Gustavo Kuerten, o tenista brasileiro ex-número 1 do mundo que, em 1997, ganhou um torneio de Grand Slam, em Roland Garros. ?Amo Jaco Pastorius?, disse Guga, colocando seu baixo de lado, depois de tocar alguns clássicos de Carlos Santana e Jimmy Hendrix, acompanhando a guitarra de Ricardo Acioly, capitão da equipe brasileira na Copa Davis, e Jaime Oncins na bateria. A cena foi no casamento do seu técnico Larri Passos com a repórter Carla França, no sábado, na Casa das Caldeiras, na Água Branca.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.