Para Bellucci, vitória sofrida 'serviu de lição'

Após vencer francês por 2 sets a 1, tenista destaca importância de manter concentração no final

AE, Agência Estado

27 de abril de 2011 | 15h58

ESTORIL - Depois de salvar dois match points e precisar de quase três horas para superar o francês Edouard Roger-Vasselin por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 5/7 e 7/5, nesta quarta-feira, no Torneio de Estoril, o brasileiro Thomaz Bellucci afirmou que a sofrida vitória servirá de lição para a sua carreira, já que por muito pouco ele não foi surpreendido pelo atual 129.º colocado do ranking mundial.

"Estou feliz por ter vencido, porque nós dois estávamos jogando bem. Eu vinha perdendo este tipo de jogo (disputado) no final e hoje (quarta) soube aguentar e acelerar. O cara (Roger-Vasselin) estava embalado, com bom ritmo, sete jogos no saibro e eu sabia que teria que lutar. Esse jogo serviu de lição. Tenho que manter a concentração nos momentos importantes, sem ansiedade", afirmou o tenista número 1 do Brasil e 31 do ranking mundial.

Com o resultado, Bellucci se garantiu nas quartas de final e terá pela frente agora, apenas na sexta-feira, o uruguaio Pablo Cuevas, 61.º colocado da ATP, que nesta quarta surpreendeu o francês Jo-Wilfried Tsonga, terceiro cabeça de chave 3, com uma vitória por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 7/6 (7/0). E o brasileiro prevê um duelo complicado contra o rival.

"Jogo duro contra Cuevas. Ele saca bem, gosta de pegar de direita e hoje (quarta) conseguiu uma boa vitória contra o Tsonga. Tenho um dia ainda para me preparar", reforçou Bellucci, que admitiu ter vacilado em momentos decisivos diante de Roger-Vasselin.

"Eu estava taticamente perfeito, jogando o meu melhor tênis, mas acabei fazendo umas escolhas erradas na hora de fechar. O mais importante foi ter voltado para o jogo e vencido. Sem dúvida, isso me fortalece", opinou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.