Peter Parks/AFP
Peter Parks/AFP

Parceiro de Melo, Kubot confirma participação no Rio Open

Com sete campeões de Grand Slam, Rio Open tem uma das chaves de duplas mais fortes dos últimos anos

Estadão Conteúdo

06 de fevereiro de 2018 | 14h14

A ATP divulgou nesta terça-feira a lista das duplas que disputarão a edição 2018 do Rio Open. Depois de alguma espera, o polonês Lukasz Kubot confirmou presença no torneio e jogará ao lado do brasileiro Marcelo Melo, que é seu parceiro fixo e já havia anunciado que jogaria a competição.

Em volta após doping, Bellucci é eliminado por dominicano em Quito

Com sete campeões de Grand Slam, o Rio Open tem uma das chaves de duplas mais fortes dos últimos anos. Além de Melo e Kubot, que lideram o ranking de duplistas da ATP, Bruno Soares e seu parceiro, o britânico Jamie Murray, também jogarão o torneio, entre os dias 19 e 25 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro.

No Rio Open, Melo tem como melhor resultado a final da primeira edição, em 2014. Na época jogou com o espanhol David Marrero. No ano passado, ele e Kubot, em um dos primeiros torneios da dupla como parceiros fixos, caíram nas quartas de final.

Para chegar ao topo do ranking, Melo e Kubot tiveram um grande 2017. Eles foram campeões de Wimbledon, e conquistaram outros cinco títulos no ano passado. No Rio Open, que vão disputar pela segunda vez consecutiva, eles buscarão o décimo título da parceria.

Outro brasileiro que busca o primeiro troféu no torneio é Soares. Com Murray, com quem joga desde 2016, ele foi semifinalista na última edição do torneio carioca. Eles formaram a melhor dupla de 2016, ano em que conquistaram o Aberto da Austrália e o US Open.

A chave também contará com os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, campeões do Rio Open nas edições de 2014 e 2016, e vice-campeões do Aberto da Austrália, o espanhol Pablo Carreño Busta, finalista na chave de duplas do US Open em 2016, que jogará ao lado do uruguaio Pablo Cuevas, campeão de Roland Garros em 2008, o mexicano Santiago Gonzalez, finalista de Roland Garros na última temporada, os argentinos Guido Pella e Diego Schwartzman, além do croata Nicola Mektic e do austríaco Alexander Peya. O italiano Fabio Fognini, campeão do Aberto da Austrália em 2015, também jogará o torneio, ao lado do espanhol Marc Lopez, que venceu Roland Garros em 2016.

Serão 16 duplas no Rio Open, que já tem dez delas confirmadas. Das outras seis vagas, três serão preenchidas "on-site" - jogadores que estão presentes no local do evento para ocupar uma possível vaga no torneio, geralmente inscritos na chave de simples - duas por convite da organização e uma pelo qualifying. André Sá, que anunciou que irá se aposentar após o Brasil Open, e Thomaz Bellucci devem receber um dos convites.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.