Perseguidor de Hingis é condenado

O australiano de origem croata que perseguia a tenista suíça Martina Hingis foi condenado nesta quinta-feira a dois anos de prisão. Dubravko Rajcevic está preso desde março do ano passado, quando foi detido no Torneio de Key Biscayne, em Miami. ?Vou ficar mais um ano na cadeia?, perguntou Rajcevic ao ouvir a sentença do juiz Kevin Emas. Rajcevic, de 46 anos, também não poderá se aproximar da tenista de 20 anos. Engenheiro naval, ele se dizia apaixonado por Hingis. Em depoimento na justiça, Hingis declarou que diversas vezes pediu ao fã que a deixasse em paz. Como não obteve sucesso, e temendo por sus segurança, tomou as atitudes legais que resultaram na prisão de Rajcevic.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.