Bobby Yip/Reuters
Bobby Yip/Reuters

Pete Sampras bate André Agassi em jogo-exibição

Os dois ex-número 1 do ranking se enfrentaram na China e fizeram um confronto equilibrado

Agencia Estado

25 de outubro de 2009 | 11h13

Os norte-americanos Pete Sampras e André Agassi voltaram a disputar um dos maiores clássicos do tênis mundial neste domingo. Os dois ex-número 1 do ranking se enfrentaram em uma partida de exibição, em Macau, no primeiro duelo entre os rivais aposentados desde a final do US Open de 2002, vencida por Sampras.

Assim como na decisão do Grand Slam, Sampras levou a melhor e bateu Agassi. O campeão de 2002, no entanto, precisou de uma virada para chegar à vitória por 2 sets a 1. Perdeu a primeira parcial por 3/6, reagiu no segundo set (6/3) e fechou a partida ao vencer o super tie-break por 10/8.

O jogo foi disputado em uma quadra rápida (coberta), que favorece o estilo de saque e voleio de Sampras. Mas Agassi não ficou por baixo e se destacou no confronto ao marcar mais aces do que o rival, sem mostrar as dores nas costas que o incomodaram nas últimas partidas antes de sua aposentadoria.

"Obrigado pelo exercício", brincou Agassi ao fim do duelo, recordando os jogos anteriores com o compatriota. "De alguma forma, quando você vê Pete, tudo vem à tona muito rápido. É tão legal estar familiarizado com o estilo de alguém. A mão dele continua a mesma. Ele tem grande 'feeling' para bater na bola. É como se tudo acontecesse muito naturalmente", completou Agassi.

Sampras devolveu a gentileza. "André continua a bater na bola muito bem, mesmo depois de três anos de aposentadoria. O ritmo dos golpes estava muito pesado", disse, comentando a superioridade do rival no número de aces. "Quantas vezes isso aconteceu?", rebateu Agassi, mantendo o tom de brincadeira.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisPete SamprasAndré Agassi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.