Javier Soriano/AFP
Javier Soriano/AFP

Petra Kvitova bate algoz de Halep e buscará tri inédito em Madri

Tenista checa vai enfrentar a holandesa Kiki Bertens na decisão

Estadão Conteúdo

11 Maio 2018 | 19h14

Petra Kvitova venceu Karolina Pliskova no duelo 100% da República Checa das semifinais do Torneio de Madri, nesta sexta-feira, e lutará por um inédito tricampeonato na chave feminina de simples da competição de tênis realizada em quadras de saibro. A tenista derrotou a sua compatriota por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/3, e avançou para voltar a conquistar o título que anteriormente faturou em 2011 e 2015 na capital espanhola.

+ Thiem vence Nadal em Madri e encerra série de 21 vitórias do espanhol no saibro

+ Bruno Soares é eliminado pelos irmãos Bryan nas quartas de final em Madri

Atual sexta colocado do ranking mundial, Pliskova vinha de uma expressiva vitória sobre a romena Simona Halep, atual bicampeã em Madri e líder da WTA. Porém, acabou sendo batida por Kvitova, hoje 10ª tenista do mundo, que confirmou o retrospecto positivo contra a sua compatriota.

Essa foi a terceira vitória de Kvitova em três duelos contra Pliskova, que antes deste reencontro entre as duas havia sido superada nos torneio de Wuhan, em 2014, e de Sydney, em 2015, nas duas ocasiões em quadra dura.

A adversária da checa na decisão marcada para este sábado será a surpresa holandesa Kiki Bertens, 20ª colocada do ranking mundial, que na outra semifinal desta sexta-feira arrasou a francesa Caroline Garcia, sétima cabeça de chave, por duplo 6/2.

Antes de atropelar nesta sexta, Bertens havia surpreendido a dinamarquesa Caroline Wozniacki, atual vice-líder da WTA, nas oitavas de final, e em seguida despachou nas quartas de final a russa Maria Sharapova, ex-número 1 do mundo.

Grande surpresa desta edição do Torneio de Madri, a holandesa de 26 anos de idade nunca sequer tinha avançado à semifinal de um evento de nível Premier como este realizado na capital espanhola. Mas ela já ganhou cinco títulos no circuito da WTA e agora tenta surpreender Kvitova para triunfar neste grande evento que serve de preparação para Roland Garros, Grand Slam que começa no dia 27, em Paris.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.