Luca Piergiovanni/EFE
Luca Piergiovanni/EFE

Piqué diz estar 'pessimista' sobre Finais da Copa Davis em novembro

Presidente da empresa que detém os direitos do torneio, zagueiro do Barcelona não anuncia medidas para lidar com pandemia no momento

Redação, Estadão Conteúdo

10 de maio de 2020 | 21h12

Presidente da Kosmos, empresa que detém os direitos da Copa Davis, Gerard Piqué disse neste domingo que está "pessimista" quanto à disputa das Finais da competição neste ano, em novembro, novamente em Madri. A Espanha é um dos países mais afetados pela pandemia do novo coronavírus.

"Há muita incerteza. Estamos tentando atender o que disse o Conselho Superior de Esportes sobre se poderemos realizar a competição e me vejo um pouco pessimista porque uma Copa Davis sem torcida nas arquibancadas é difícil", declarou o zagueiro do Barcelona, em entrevista a um canal de TV da Espanha.

Pelas definições atuais das autoridades espanholas, os eventos esportivos devem ser retomados somente se houver ausência de público. As datas, porém, ainda não foram definidas.

"Há opiniões diferentes agora e ninguém tem a segurança de colocar as pessoas (nos eventos esportivos) ou realizá-los com os portões fechados. Com o passar das próximas semanas, teremos mais clareza. Temos que estar preparados, temos que trabalhar com a equipe em casa, mas temos que estar prontos para a organização."

Desde o ano passado, a Copa Davis passou por uma forte reformulação, com redução de datas e no formato de disputa. A partir de 2019, a competição foi dividida em Fase Classificatória e Finais, que concentra as principais equipes do mundo numa mesma sede ao longo de apenas uma semana de jogos.

Como aconteceu no ano passado, as Finais desta temporada estão marcadas para novembro, na capital espanhola. Mas, em razão da pandemia, o local ou mesmo a data poderão ser alterados.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisGerard Piqué

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.