Por segurança, Hong Kong desiste de confronto da Davis no Paquistão

Duelo válido pela Zonal Ásia/Oceania seria disputado entre 7 e 9 de abril

O Estado de S.Paulo

21 de março de 2017 | 15h14

A equipe de Hong Kong na Copa Davis desistiu do confronto com o Paquistão, em Islamabad, informou a organização da competição entre seleções, nesta terça-feira. O time visitante alegou questões de segurança para não competir na cidade paquistanesa. O duelo, válido pelo Zonal Ásia/Oceania, seria disputado entre os dias 7 e 9 de abril.

A decisão surpreendeu a Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês), que lamentou o W.O. no confronto. "A ITF lamenta e, respeitosamente, discorda da decisão de Hong Kong. A ITF encara a segurança de todos os jogadores, da equipe técnica, dos juízes e dirigentes e dos espectadores de forma muito séria", disse a entidade.

A ITF garantiu que haveria segurança suficiente para a disputa do confronto na cidade, que já foi alvo de diversos atentados terroristas nos últimos dez anos. "Estamos totalmente confiantes nos procedimentos de segurança que temos no local", declarou a ITF, que lembrou que a cidade sediou o confronto entre Paquistão e Irã pela Davis no mês passado.

A entidade indicou que poderá punir Hong Kong, que joga com equipe independente da China, na sequência da Davis. Segundo a ITF, o caso será avaliado por comissão interna para avaliar se houve infração a regras da entidade.

Com a desistência de Hong Kong, o Paquistão avança direto no Zonal e agora aguarda o duelo entre Filipinas e Tailândia para conhecer seu próximo adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.