Pupila de Larri é vice-campeã de duplas juvenis em Paris

A tenista brasileira Bia Haddad Maia, de apenas 16 anos, conquistou neste sábado o vice-campeonato do torneio juvenil de duplas femininas de Roland Garros. Atuando ao lado da paraguaia Montserrat González, ela foi derrotada na final pelas russas Daria Gavrilova e Irina Khromacheva, que venceram por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 6/4 e 10/8.

AE, Agência Estado

09 de junho de 2012 | 10h57

Embora tenha sido superada neste sábado, Bia já fez história simplesmente por ter garantido lugar na final, pois foi apenas a 15.ª vez que um jogador do país, entre homens e mulheres, alcançou a decisão de um Grand Slam em qualquer nível.

Curiosamente, Bia é treinada por Larri Passos, o consagrado ex-técnico de Gustavo Kuerten, que sob o comando do treinador fez história com três títulos em Roland Garros e se consagrou como maior tenista brasileiro de todos os tempos, chegando a liderar por um bom tempo o ranking mundial da ATP.

Guga, por sinal, foi um dos quatro brasileiros campeões de Grand Slam em todos os tempos. Os outros foram Maria Esther Bueno, vencedora em simples e em duplas, Thomaz Koch, em duplas mistas, e Tiago Fernandes, em simples juvenil.

Já outros sete tenistas brasileiros ficaram com vice-campeonatos em categorias juvenis de Grand Slam. Em torneios de simples, Koch, Edison Mandarino e Luís Felipe Tavares caíram em decisões em Roland Garros, enquanto Ivo Ribeiro e Ronald Barnes foram até a final em Wimbledon. Já em competições de duplas, Guilherme Clezar foi vice na capital francesa e Ricardo Schlachter chegou à final da mais famosa competição de tênis disputada em quadras de grama, em Londres.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRoland GarrosBia Haddad Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.