Quadra principal do US Open terá teto retrátil

Duas novas quadras e uma praça, onde os torcedores poderão ver os treinos, estão nos planos

AE-AP, Agência Estado

14 de agosto de 2013 | 14h33

NOVA YORK - A Arthur Ashe Stadium, quadra central do complexo de que sedia o US Open, contará com um teto retrátil, informou nesta quarta-feira a Associação de Tênis dos Estados Unidos. A entidade explicou que revelará os planos para a remodelação do Centro Nacional de Tênis Billie Jean King durante uma entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Os planos incluem um teto retrátil para a Arthur Ashe, duas novas quadras e uma praça de onde os torcedores poderão ver as quadras de treinamento. Durante anos, a associação considerou a possibilidade de construir uma cobertura na quadra principal, mas os dirigentes sempre disseram que ainda não tinham encontrado uma forma rentável para fazê-lo.

O mau tempo em Nova York tem seguidamente atrapalhado a programação do US Open, tanto que a chuva forçou o adiamento da final masculina, que deveria ser disputada no domingo, para a segunda-feira nos últimos cinco anos. Para a edição de 2013, inclusive, a decisão masculina está prevista para a segunda na programação oficial.

Os quadras centrais onde são disputadas o Aberto da Austrália e Wimbledon possuem tetos retráteis, enquanto Roland Garros já anunciou planos para cobrir sua quadra principal. Inaugurada em 1997, a Arthur Ashe tem capacidade para 22,5 mil espectadores.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisUS OpenArthur Ashe Stadium

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.