Glyn Kirk/AFP
Glyn Kirk/AFP

Quatro cidades disputam com Londres sede do ATP Finals a partir de 2021

Organizadores do torneio irão visitar as cidades concorrentes para decidir o local da próxima competição

O Estado de S.Paulo

14 Dezembro 2018 | 15h59

A Associação dos Tenistas Profissionais anunciou nesta sexta-feira a lista final de cidades candidatas a sediar o ATP Finals de 2021 a 2025. Manchester (Inglaterra), Cingapura, Tóquio (Japão) e Turim (Itália) foram selecionadas pela entidade e agora serão avaliadas ao lado de Londres para definir quem organizará a competição.

O processo de licitação se iniciou em agosto e, de acordo com a ATP, mais de 40 cidades demonstraram interesse em receber o torneio que envolve os oito melhores tenistas da temporada em simples e também as oito melhores duplas do ano.

Agora, então, representantes da associação vão visitar as cidades finalistas do processo de definição da sede da competição antes de anunciar a sua escolha, o que não ocorrerá antes de março de 2019.

"Com a lista final anunciada hoje (sexta-feira), acreditamos que estaremos em uma boa posição para determinar o próximo capítulo interessante de um torneio que passou a representar o auge absoluto no tênis profissional masculino", afirmou Chris Kermode, chefe executivo e presidente da ATP.

Ainda que com outros nomes, o ATP Finals é realizado dede 1970, quando foi disputado em Tóquio. E passou por diferentes cidades desde então, como Nova York, Sydney e Xangai, sendo que está sendo disputado em Londres desde 2009, onde permanecerá ao menos até 2020.

Neste ano, o alemão Alexander Zverev venceu a competição de simples e os norte-americanos Jack Sock e Mike Bryan levaram o título do evento de duplas.

 

 

Mais conteúdo sobre:
tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.