Kathy Willens/AP
Kathy Willens/AP

Rafael Nadal arrasa Mikhail Youzhny e vai à final do US Open pela primeira vez

Com extrema facilidade, o espanhol Rafael Nadal confirmou o seu favoritismo neste sábado e garantiu vaga na decisão do US Open, último Grand Slam do ano. O tenista número 1 do mundo venceu o russo Mikhail Youzhny, 12.º cabeça de chave, por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/3 e 6/4.

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2010 | 16h12

O US Open é o único título de Grand Slam que ainda não foi conquistado por Nadal, que ainda não perdeu um set nesta edição do torneio norte-americano. O espanhol nunca havia avançado à decisão do US Open.

Agora, Nadal agora espera pela definição do vencedor do confronto entre o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic para saber qual será o seu adversário na decisão da competição disputada em Nova York.

Neste sábado, o tenista de Mallorca precisou de apenas duas horas e 13 minutos para superar Youzhny, que acabou sofrendo a sua oitava derrota em 12 confrontos diante do adversário no circuito profissional.

No duelo, Nadal aproveitou cinco das oito chances que teve para quebrar o saque do russo, que só conseguiu triunfar uma vez no serviço do rival. Com o saque na mão, o espanhol teve 65% de aproveitamento no primeiro serviço, com o qual ganhou 78% dos pontos que disputou. Já Youzhny mostrou ser agressivo, com os seus 21 winners diante dos 23 do seu adversário, mas abusou dos erros não-forçados - foram 33, contra apenas 19 de Nadal - e cometeu cinco duplas faltas com o seu saque.

Ao final, Nadal festejou o feito inédito para a sua carreira nos Estados Unidos. "Foi uma grande vitória. Eu estou muito feliz por estar em minha primeira final de US Open", afirmou. O espanhol ainda lembrou que obteve o seu feito em um dia triste para os norte-americanos, já que há exatos nove anos, em 11 de setembro de 2001, Nova York foi vítima do maior atentado terrorista da história. "Não quero perder a oportunidade de ressaltar que este é um dia especial para os Estados Unidos, e desde já estendo minha solidariedade aos familiares da vitória de 11 de setembro", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.