Rafael Nadal tem princípio de apendicite, mas joga em Xangai

Rafael Nadal tem princípio de apendicite, mas joga em Xangai

Após receber tratamento com uso de antibióticos, tenista espanhol deve iniciar campanha na segunda rodada contra Feliciano López

Estadão Conteúdo

07 de outubro de 2014 | 10h33

Atual vice-líder do ranking mundial, Rafael Nadal foi diagnosticado com o princípio de um quadro de apendicite, mas recebeu tratamento conservador com uso de antibióticos e prometeu estar em quadra nesta quarta-feira para estrear no Masters 1000 de Xangai. O tenista espanhol iniciará a sua campanha já na segunda rodada, diante do compatriota Feliciano López, que nesta terça estreou na competição chinesa superando o australiano Thanasi Kokkinakis por 2 sets a 1, com 6/7 (12/14), 6/3 e 6/4.

Cabeça de chave número 2 em Xangai, Nadal começou a sentir dores na região abdominal na noite de sábado, e no dia seguinte foi para um hospital na China, onde médicos confirmaram que ele tinha um quadro de apendicite em sua fase inicial.

Diagnosticado com o problema, o espanhol disse nesta terça-feira que optou pelo tratamento com antibióticos ao invés de ser submetido a uma cirurgia de emergência. Passados estes últimos dias, ele disse que já se sentiu bem o suficiente para bater na bola com sua raquete e enfatizou que o risco de seu quadro piorar após três dias de constante melhora "é muito, muito baixo".

Dono de 14 títulos de Grand Slam, Nadal comemorou o fato de o tratamento conservador ter tido o efeito desejado por ele antes de sua estreia em Xangai. "Não vou para a cirurgia. Essa é a grande notícia para mim hoje. É por isso que estou aqui treinando por 45 minutos e vou tentar jogar amanhã", ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMasters de XangaiRafael Nadal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.