Wilton Junior/ Estadão
Wilton Junior/ Estadão

Ranking da ATP fica sem Nadal e Federer no Top 5 pela 1ª vez desde 2003

Sérvio Novak Djokovic é quem lidera a lista

O Estado de S.Paulo

17 Outubro 2016 | 11h59

Dominantes no tênis mundial nos últimos anos, o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal protagonizaram um fato que não ocorria desde 2003 no ranking da ATP ao não figurarem entre os cinco melhores do mundo da lista na atualização desta segunda-feira.

Ambos perderam posições após a disputa do Masters 1000 de Xangai. Nadal perdeu na sua estreia no evento chinês, na segunda rodada, e caiu da quinta para a sexta posição. Já Federer, que está afastado das quadras por causa de uma lesão, perdeu um posto e agora é o número 8 do mundo.

Após ser semifinalista em Xangai, Novak Djokovic permanece na liderança do ranking, mas viu a sua vantagem diminuir consideravelmente para Andy Murray, que levou o título na China. O sérvio agora soma 12.900 pontos, com 2.415 de vantagem para o britânico, que chegou aos 10.485 após ser campeão em Xangai.

O suíço Stan Wawrinka, que caiu nas oitavas de final na China, continua em terceiro lugar, mas o novo número 4 do mundo é o canadense Milos Raonic, que parou nessa mesma fase. E o Top 5 é completado pelo japonês Kei Nishikori, que não jogou em Xangai por estar se recuperando de uma lesão.

Entre Nadal e Federer está o francês Gael Monfils, o sétimo colocado, que também parou nas oitavas de final do Masters 1000 chinês. O checo Tomas Berdych, eliminado na segunda rodada em Xangai, e o austríaco Dominic Thiem, que não disputou o torneio, completam o Top 10 do ranking da ATP.

Quem se aproximou desse seleto grupo foi Roberto Bautista Agut. O espanhol foi finalista do Masters 1000 de Xangai, tendo eliminado Djokovic nas semifinais, e ascendeu seis posições, se tornando o número 13 do mundo, a 745 pontos do décimo colocado Thiem.

Thomaz Bellucci, que não jogou em Xangai por ter sido eliminado na segunda rodada do qualifying, ganhou três posições e se tornou o número 62 do mundo. O outro tenista brasileiro no Top 100 é Thiago Monteiro, que continua em 88º lugar após cair nas quartas de final do Challenger de Buenos Aires na última semana.

DUPLISTAS

Mesmo tendo sido eliminado nas quartas de final do Masters 1000 de Xangai, o brasileiro Bruno Soares ascendeu para o segundo lugar no ranking de duplistas, com 7.660 pontos, atrás apenas do francês Nicolas Mahut, que soma 7.820.

Outro brasileiro no Top 10, Marcelo Melo caiu da quinta para a sétima posição depois de ser eliminado no seu jogo de estreia no evento chinês.

Confira a classificação atualizada do ranking da ATP:

1º - Novak Djokovic (SER), 12.900 pontos

2º - Andy Murray (GBR), 10.485

3º - Stan Wawrinka (SUI), 5.820

4º - Milos Raonic (CAN), 4.690

5º - Kei Nishikori (JAP), 4.650

6º - Rafael Nadal (ESP), 4.380

7º - Gael Monfils (FRA), 3.815

8º - Roger Federer (SUI), 3.720

9º - Tomas Berdych (RCH), 3.300

10º - Dominic Thiem (AUT), 3.250

11º - Marin Cilic (CRO), 2.895

12º - David Goffin (BEL), 2.780

13º - Roberto Bautista Agut (ESP), 2.505

14º - Nick Kyrgios (AUS), 2.460

15º - David Ferrer (ESP), 2.455

16º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.205

17º - Lucas Pouille (FRA), 2.106

18º - Grigor Dimitrov (BUL), 2.035

19º - Richard Gasquet (FRA), 1.950

20º - Alexander Zverev (ALE), 1.745

62º - Thomaz Bellucci (BRA), 771

88º - Thiago Monteiro (BRA), 664

107º - Rogério Dutra Silva (BRA), 584

121º - João Souza (BRA), 509

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.