Ranking: Guga prevê dificuldades

A liderança de Gustavo Kuerten no ranking mundial já era esperada. Pela 34ª semana, 21ª consecutiva, o tenista brasileiro aparece como número 1 do mundo da lista de entradas da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP). É também o líder da Corrida dos Campeões e, assim, confirma a tendência de que após o US Open - o quarto e último Grand Slam da temporada - as duas classificações da ATP devem caminhar próximas até se unirem por completo na semana do dia 12 de novembro, quando será disputado o Masters Cup de Sydney. A luta agora de Guga é a de manter uma boa vantagem (hoje em 685 pontos) sobre o segundo colocado, Andre Agassi, para tentar terminar novamente o ano como número 1. Sua missão não será nada fácil. O tenista brasileiro está em desvantagem em relação aonorte-americano na defesa de pontos, dado muito importante paradeterminar a classificação da lista de entradas. Guga, como campeão do Masters Cup de Lisboa, vai precisar de outra boa campanha este ano no Masters Cup de Sydney para não sofrer forte ameaça. O brasileiro neste torneio tem 650 pontos para defender, outros 225 do Masters Series de Paris e 75 de Stuttgart indoor. Os outros torneios que irá disputar, como na Basiléia e Lyon, vão exigirmédia alta, pois o brasileiro já acumula bastante nas cinco competiçõesda série ATP Tour. Agassi respira um pouco mais aliviado. Tem 500 pontos de Lisboa e 75 de Stuttgart. Em Paris não marcou. Outra vantagem do norte-americano está na série de cinco melhores torneios do ATP Tour: soma 415 pontos, podendo ainda incluir mais dois resultados - pois tem primeira rodada de Atlanta e Scottsdale - enquanto Guga já excede o número de cinco torneios e soma 950 nestas competições. Enquanto Guga vive os cálculos da liderança, outros brasileiroscomemoram uma boa ascensão no ranking. Fernando Meligeni subiu seteposições e está no 80º lugar, enquanto Flávio Saretta pulou 21 lugarese ocupa agora a 114ª colocação. Alexandre Simoni está em 105 e AndréSá em 108.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.