Vaughn Ridley/AFP
Vaughn Ridley/AFP

Raonic bate Goffin e Schwartzman também vence em Toronto; Ferrer cai na estreia

Canadense fez 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, em apenas 1h12min

Estadão Conteúdo

06 Agosto 2018 | 22h53

O canadense Milos Raonic fez valer o apoio da torcida nesta segunda-feira para vencer em sua estreia no Masters 1000 de Toronto. Contando com suporte maciço do público, o atual 29º do ranking bateu o belga David Goffin, 11º do mundo, pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, em apenas 1h12min de duelo na quadra dura do torneio canadense.

+ Pliskova, Görges e Venus Williams estreiam com vitória em Montreal

+ Paire vence e será primeiro rival de Nadal no Masters de Toronto

+ Romena Burzanescu entra no Top 20 do ranking da WTA com título na Califórnia

+ Dimitrov sobe para quinto no ranking da ATP e Bellucci deixa o Top 300

Para buscar a tranquila vitória, o ex-Top 10 contou com a força do seu saque. Ele disparou 13 aces e venceu 100% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço. Assim, terminou a partida sem perder o saque. Ao mesmo tempo, obteve duas quebras sobre o rival, uma em cada set.

Na segunda rodada, Raonic vai enfrentar o vencedor do duelo entre o italiano Marco Cecchinato e o norte-americano Frances Tiafoe. Se vencer mais uma, poderá cruzar com o búlgaro Grigor Dimitrov na sequência, pelas oitavas de final.

Um dos tenistas mais regulares da temporada, o argentino Diego Schwartzman também venceu em sua estreia, até com certa facilidade, apesar da boa fase do britânico Kyle Edmund. O 12º do mundo derrotou o 16º pelo inesperado placar de 6/1 e 6/2, em apenas uma hora de partida.

Em seguida, o campeão do Rio Open terá pela frente o vencedor do confronto entre o norte-americano Sam Querrey e o francês Adrian Mannarino, que devem se enfrentar nesta terça-feira.

Em outros dois jogos do dia, a decepção dominou. O veterano espanhol David Ferrer, de 36 anos, caiu diante do norte-americano Bradley Klahn, de 27, por 7/6 (7/5) e 6/4. Ex-número três do mundo, Ferrer segue em má fase na temporada, sem resultados expressivos.

Com o triunfo, Klahn se credenciou para o duelo com o alemão Alexander Zverev, cabeça de chave número dois do torneio e campeão em Washington, no fim de semana.

A outra decepção do dia foi a queda precoce do norte-americano Jack Sock, diante do russo Daniil Medvedev por 6/3, 3/6 e 6/3. Em outro confronto finalizado nesta segunda, o francês Pierre-Hugues Herbert despachou o espanhol Albert Ramos Viñolas por 4/6, 6/3 e 6/4.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.