Divulgação/Fotojump
Divulgação/Fotojump

Rio Open confirma lista e terá cinco tenistas do Top 30 do ranking neste ano

Torneio será entre 12 e 23 de fevereiro e terá como destaques Dominic Thiem e Matteo Berrettini

Felipe Rosa Mendes, Estadão Conteúdo

08 de janeiro de 2020 | 11h26

Após anunciar seus principais destaques nos últimos meses, a organização do Rio Open divulgou nesta quarta-feira a lista completa dos tenistas que vão competir no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro, entre 16 e 23 de fevereiro. O maior torneio da América do Sul terá cinco jogadores do Top 30 do ranking.

Os principais destaques são o austríaco Dominic Thiem, atual número quatro do mundo, o italiano Matteo Berrettini (8º), os argentino Diego Schwartzman (13º) e Guido Pella (25º) e o croata Borna Coric (28º).

"Tentamos [Grigor] Dimitrov, [Andrey] Rublev, [Stan] Wawrinka, mas não conseguimos. Mas mesmo assim, estou satisfeito com a lista deste ano. Queríamos renovar, trazer novos nomes e conseguimos", comentou Luiz Carvalho, diretor do Rio Open, nesta quarta. "Em seis das sete edições do Rio Open, conseguimos trazer dois tenistas do Top 10."

Na sua avaliação, a lista está equilibrada por contar com jogadores mais experientes, como o espanhol Fernando Verdasco e o ucraniano Alexandr Dolgopolov (com ranking protegido) e também representantes da nova geração, como o chileno Nicolas Jarry, o norueguês Casper Ruud e o espanhol Alejandro Davidovich Fokina.

"Essa é uma das listas mais completas, mais homogêneas e bacanas que o Rio Open já teve. Teremos uma boa geração de NextGen, como o Jarry e o Davidovich, que vai ser a minha maior aposta para a edição deste ano", comentou Carvalho.

A surpresa da lista é a ausência de brasileiros. Thiago Monteiro estava perto de conseguir entrar direto, mas ficou como o primeiro "alternate", à espera de apenas uma desistência para entrar na chave principal. A lista teve como ponto de corte a 85ª posição do ranking. Monteiro é o atual 87º.

"Espero que o Monteiro consiga entrar na chave. Faz toda a diferença ter brasileiros no torneio", comentou o diretor do torneio. Se Monteiro conseguir entrar direto, a organização poderá dar o convite que resta a João Menezes, campeão pan-americano em Lima, no ano passado. O Brasil, assim, teria ao menos três representantes na chave.

E isso porque Felipe Meligeni já está garantido por ter recebido o convite concedido ao campeão da Maria Esther Bueno Cup, torneio organizado pelo Rio Open para jovens tenistas brasileiros.

Outro convite foi dado à promessa espanhola Carlos Alcaraz. O tenista de apenas 16 anos, o mais jovem do Top 500 do ranking, é treinado pelo ex-número 1 do mundo Juan Carlos Ferrero, rival de Gustavo Kuerten nos anos 2000. O espanhol ficou com o convite que geralmente é reservado pela organização a um jovem tenista agenciado pela IMG, empresa parceira do torneio brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRio OpenDominic Thiem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.