Roddick ameaça Guga no Canadá

O adversário de Gustavo Kuerten na rodada desta quinta-feira em Montreal será o irreverente, talentoso e perigoso norte-americano Andy Roddick. Ex-juvenil de sucesso, chegou a ser número 1 do mundo em sua categoria, é a mais badalada revelação do tênis norte-americano dos últimos tempos. Com apenas 18 anos e 11 meses, Roddick impressiona pela inteligência e forma de jogar. Na sua primeira temporada como profissional já conseguiu resultados expressivos. No Ericsson Open, por exemplo, eliminou sucessivamente dois ex-números 1 do mundo, o chileno Marcelo Rios e o compatriota Pete Sampras. É ainda um jogador manhoso, catimbeiro, o que causa surpresa pela sua pouca idade e experiência no circuito profissional da ATP. Em Roland Garros, este ano chegou a terceira rodada no seu primeiro Grand Slam com jogos em melhor de cinco sets. Participou de momentos memoráveis, ao encenar caimbras, contusões e sair-se vitorioso na quadra. Seu bom rendimento não respeita adversários, nem teme superfícies. Até mesmo na quadra de Wimbledon alcançou a terceira rodada e só veio a perder para o então campeão, o croata Goran Ivanisevic.Agora, em Montreal, ao superar o espanhol Carlos Moya - outro ex-número 1 do mundo -, Roddick marcou 6/3, 5/7 e 7/5 e atingiu o recorde de 26 vitórias contra apenas nove derrotas na temporada de 2001. Em quadras de saibro o seu retrospecto é de 12 vitórias e uma derrota apenas; nas quadras duras nove contra cinco; e na grama cinco contra três. Este ano ganhou dois títulos em duas semanas seguidas: Atlanta e Houston. É nascido em Austin, Texas, e seu treinador é o ex-tenista francês Tarik Benhabilles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.