Roddick tenta ficar otimista sobre Wimbledon após lesão

Depois de abandonar a semifinal do Torneios de Queens, neste sábado, o norte-americano Andy Roddick mostrou-se otimista sobre sua participação no Grand Slam de Wimbledon, que começa no dia 22 deste mês. Ele machucou o pé esquerdo durante a partida contra James Blake, e desistiu do confronto quando o placar mostrava 4 a 4 no primeiro set.

AE-AP, Agencia Estado

13 de junho de 2009 | 14h16

"Farei tudo o que puder para jogar em Wimbledon. Amanhã vamos avaliar novamente, fazer outros exames e ver o que aconteceu. Mas os primeiros testes mostram que a estabilidade do pé está boa. Deve ser questão de dias, e não de semanas, para voltar à quadra", disse Roddick.

O ex-número 1 do ranking machucou-se quando não conseguiu alcançar uma bola de Blake, no sétimo game do segundo set. Ele ainda ficou em quadra por mais um tempo, mas parou a partida após o empate por 4 a 4.

"Parece que torceu um pouco. Para correr em linha reta eu não tinha problemas, mas na movimentação lateral eu não tinha muita segurança", afirmou Roddick, que lutava pelo tetracampeonato em Queens. Na final, Blake terá pela frente o britânico Andy Murray.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisWimbledonAndy Roddick

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.