Roddick vai beber cerveja para esquecer derrota na semi

A primeira coisa que o norte-americano Andy Roddick fez após levar um passeio do suíço Roger Federer nas semifinais do Aberto da Austrália foi aceitar um convite para tomar cerveja feito por seu técnico, o ex-jogador Jimmy Connors. Em jogo disputado nesta quinta-feira, Federer bateu o norte-americano por 6/4, 6/0 e 6/1, garantindo vaga na final do Aberto da Austrália. Roddick disse que dormirá bem "dependendo do quanto beber esta noite", além de prometer que não leria a seção de esportes dos jornais de sexta-feira - coisa que faz todos os dias de sua vida."Foi frustrante, terrível. Terei de fazer algo diferente para não ler a seção de esportes", brincou."Como um homem, vou tentar aceitar isto da melhor forma possível. Ele jogou muito melhor que eu esta noite, me destruiu", disse Roddick, que não gostaria de ter ido à entrevista coletiva posterior ao jogo. "Se não tivesse ido, teria de pagar uma multa alta. Não era uma questão de dinheiro, que não me importa, mas fugir seria como sair correndo e não enfrentar a situação. Meu pai não me ensinou isso", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.