Al Behrman/AP
Al Behrman/AP

Roger Federer amplia vantagem na liderança do ranking da ATP

Suíço fica confortável como o atual melhor do mundo após vencer o Masters 1.000 de Cincinnati

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 10h26

LONDRES - O suíço Roger Federer chegou ao Masters 1000 de Cincinnati com a sua liderança no ranking da ATP ameaçada, mas conseguiu ampliar a sua vantagem na lista, atualizada nesta segunda-feira. A situação do número 1 do mundo agora é confortável em razão do título conquistado em Ohio, no domingo, quando derrotou o sérvio Novak Djokovic na final.

Federer tinha apenas 75 pontos de vantagem na semana passada e a ampliou para 895. O suíço defendia 180 pontos das quartas de final de 2011 em Cincinnati, somou 1.000 e agora está com 12.165 pontos, atingindo a 292ª semana na liderança da lista. Já Djokovic repetiu a campanha do ano passado, quando também foi vice-campeão, e permanece na vice-liderança do ranking da ATP com 11.270 pontos.

Com isso, Federer continuará na liderança da lista independentemente do resultado do US Open. O suíço foi semifinalista do Grand Slam nova-iorquino no ano passado, enquanto Djokovic faturou o título.

O espanhol Rafael Nadal, que não vai disputar o US Open em razão de uma lesão, permanece na terceira colocação no ranking da ATP, com 8.715 pontos. Ele está com vantagem de quase 1,5 mil pontos para o britânico Andy Murray, que ocupa a quarta colocação, com 7.290.

O espanhol David Ferrer continua em quinto lugar, o francês Jo-Wilfried Tsonga continua em sexto, e o checo Tomas Berdych é o sétimo. Semifinalista no Masters 1000 de Cincinnati, o argentino Juan Martin del Potro subiu para o oitavo lugar, à frente do sérvio Janko Tipsarevic e do norte-americano John Isner.

O brasileiro Thomaz Bellucci ganhou três posições nesta atualização do ranking da ATP e alcançou a 40ª colocação, com 967. Ele é o único tenista do País entre os 100 melhores do mundo.

Confira o ranking atualizado pela ATP nesta segunda-feira:

1.º - Roger Federer (SUI) - 12.165 pontos

2.º - Novak Djokovic (SER) - 11.270

3.º - Rafael Nadal (ESP) - 8.715

4.º - Andy Murray (GBR) - 7.290

5.º - David Ferrer (ESP) - 5.375

6.º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA) - 4.835

7.º - Tomas Berdych (RCH) - 4.155

8.º - Juan Martin Del Potro (ARG) - 3.620

9.º - Janko Tipsarevic (SER) - 3.285

10.º - John Isner (EUA) - 2.880

11.º - Juan Monaco (ARG) - 2.740

12.º - Nicolas Almagro (ESP) - 2.305

13.º - Marin Cilic (CRO) - 2.185

14.º - Richard Gasquet (FRA) - 2.030

15.º - Alexandr Dolgopolov (UCR) - 1.905

16.º - Milos Raonic (CAN) - 1.900

17.º - Gilles Simon (FRA) - 1.890

18.º - Kei Nishikori (JAP) - 1.790

19.º - Stanilas Wawrinka (SUI) - 1.730

20.º - Philipp Kohlschreiber (ALE), 1.685

-----------------------------------------------

40.º - Thomaz Bellucci (BRA) - 967

112.º - Rogério Dutra Silva (BRA) - 499

137.º - Thiago Alves (BRA) - 391

156.º - João Souza (BRA) - 334

168.º - Ricardo Mello (BRA) - 311

174.º - Júlio Silva (BRA) - 288

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.