Roger Federer contra tudo e todos em Indian Wells

Tenista suíço estréia nesta sexta-feira no Master Series para recuperar a autoconfiança

Chiquinho Leite Moreira, O Estado de S. Paulo

13 de março de 2008 | 16h14

No seu pior início de temporada desde que assumiu a condição de número 1 do mundo em fevereiro de 2004, Roger Federer joga sob pressão em Indian Wells, o primeiro Masters Series da temporada 2008. Está contra tudo e todos no deserto californiano, onde se joga o Pacific Life Open. Recentemente confessou ter sido acometido por uma mononucleose. Perdeu nas semifinais da Austrália e na estréia de Dubai. Desde 2003 não sofria duas derrotas seguidas. Apresenta ainda a menor diferença de pontos (350), sobre Rafael Nadal, desde que assumiu a condição de líder. Para afugentar as ameaças e a má fase, o suíço precisa provar que ainda é o melhor do mundo, mas o torneio está mais forte do que nunca e conta com 47 dos primeiros 50 do ranking da ATP. Federer deve estrear nesta sexta-feira diante do vencedor de Guillermo Garcia Lopez e Sérgio Roitman e está no lado da chave de adversários perigosos como Andy Murray e Novak Djokovic, os dois jogadores que o venceram este ano.  "Os problemas com a mononucleose fazem parte do passado", dissimula Federer tentando transmitir tranqüilidade. "Não joguei muitos torneios este ano, apenas dois, e preciso ganhar ritmo. Estou atrasado em minha preparação de 2008". O único alívio para Federer é que apesar da pequena diferença de pontos com Nadal, não perderá a liderança do ranking em Indian Wells. No ano passado, o suíço caiu na estréia - diante de Guillermo Cañas - e defende apenas cinco pontos, enquanto o espanhol ganhou o título e tem 500 pontos a descontar. Do chamado triunvirato do tênis, o sérvio Novak Djokovic é o único que conquistou um troféu este ano. Foi campeão do Aberto da Austrália. As atrações de Indian Wells passam também pelo tênis feminino. Maria Sharapova - com novo corte de cabelo de franjinha - estréia com a francesa Stephanie Cohen-Aloro e garante estar em forma para tirar o título de outra beldade do tênis, Daniela Hantuchova, campeã do ano passado."

Tudo o que sabemos sobre:
Roger FedererATP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.