Georgios Kefalas/AP
Georgios Kefalas/AP

Federer derrota alemão e se classifica às quartas de final na Basileia

Suíço avança com vitória por 2 sets a 0 sobre Jan-Lennard Struf

Estadão Conteúdo

25 Outubro 2018 | 16h46

Com um jogo mais consistente do apresentado na estreia, o suíço Roger Federer está nas quartas de final do Torneio da Basileia, um ATP 500 disputado em quadras duras e cobertas no "quintal" de sua casa. Nesta quinta-feira, o atual número 3 do mundo e principal favorito em sua terra natal derrotou o alemão Jan-Lennard Struff, 52.º do ranking, por 2 sets a 0 - com parciais de 6/3 e 7/5, em 1 hora e 7 minutos.

Oito vezes campeão na Basileia e finalista em outras cinco edições, Federer segue com o retrospecto altamente favorável no torneio. Ele mantém a escrita de não perder antes das quartas de final desde 2003, ano em que caiu na segunda rodada. O pior desempenho aconteceu em 1998, quando caiu logo na primeira rodada de sua primeira participação.

Este foi o quarto confronto entre Federer e Struff no circuito profissional, com 100% de aproveitamento para o suíço sem perder um set sequer para o adversário. O tenista da casa tenta conquistar o título para não se distanciar muito dos primeiros lugares do ranking. Se conseguir defender os pontos da última conquista, mantém os 6.260 que tem contra 7.445 do sérvio Novak Djokovic e 7.660 do espanhol Rafael Nadal, ainda com o Masters 1000 de Paris e o ATP Finals a serem disputados.

Na estreia contra o croata Filip Krajinovic, Federer precisou de três sets para vencer. Nesta quinta-feira, teve problemas apenas no início da partida, quando sofreu uma quebra de saque no terceiro game. A partir daí, não teve mais break points contra no duelo e conseguiu explorar o nervosismo de Struff para avançar na competição.

Em busca de sua oitava semifinal na temporada, Federer enfrentará o vencedor da partida entre o francês Gilles Simon e letão Ernests Gulbis, dois ex-integrantes do Top 10.

 

 

Mais conteúdo sobre:
tênisRoger Federer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.