Olivier Anrigo/Reuters
Olivier Anrigo/Reuters

Roger Federer é eliminado do Masters de Montecarlo

Número três do mundo foi derrotado pelo austríaco Jürgen Melzer por 2 sets a 0, com com duplo 6/4

AE, Agência Estado

15 de abril de 2011 | 09h49

MONTECARLO - O austríaco Jürgen Melzer aprontou a primeira grande surpresa desta edição do Masters 1.000 de Montecarlo. O tenista venceu o suíço Roger Federer, segundo cabeça de chave, por 2 sets a 0, com duplo 6/4, e avançou à semifinal do torneio disputado em quadras de saibro.

Foi a primeira vez que Melzer superou o recordista de títulos de Grand Slam e atual número 3 do ranking mundial. Nos três confrontos anteriores, todos realizados no ano passado, o nono colocado da ATP caiu em sets diretos diante de Federer, em Wimbledon, no US Open e no Masters 1.000 de Paris. Nenhum destes duelos, porém, foi disputado no saibro, piso no qual o austríaco costuma ser um rival perigoso.

Ao passar por Federer, que segue sem ganhar um título deste o Torneio de Doha, no início de janeiro, Melzer terá pela frente na semifinal o espanhol David Ferrer, que horas mais cedo bateu o sérvio Viktor Troicki por 2 sets a 0, com duplo 6/3.

Melzer bateu Federer pela primeira vez na carreira após superar um problema logo no segundo game do primeiro set, quando sentiu dores nas costas ao tentar rebater uma bola. Com isso, pediu intervalo e recebeu atendimento médico por três minutos antes de voltar para o jogo.

Recuperado, ele se mostrou eficiente em momentos decisivos para surpreender o suíço. O austríaco salvou todos os sete break-points que cedeu a Federer, que teve o saque quebrado por duas vezes após proporcionar cinco oportunidades ao rival. Além disso, o tenista da Suíça estava em um dia infeliz, pois cometeu 24 erros não-forçados, diante de 20 do rival, que esteve melhor no fundo de quadra, com 26 winners contra 17 do seu adversário.

Com a derrota, Federer lamentou a sua primeira eliminação antes de uma semifinal neste ano, enquanto Melzer jogará pela primeira vez na temporada por um lugar em uma decisão. O austríaco acumula sete vitórias e seis derrotas em 2011, no qual o seu melhor resultado foi a passagem às oitavas de final do Aberto da Austrália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.