Claude Paris/AP
Claude Paris/AP

Roger Federer reconhece que chorou durante seu casamento

Suíco afirma que ficou emocionado durante a cerimônia realizada sábado passado na Basileia, sua cidade natal

EFE,

15 de abril de 2009 | 18h28

O tenista suíço Roger Federer confessou que derramou "algumas lágrimas" durante seu casamento, realizado secretamente sábado passado na Basileia, sua cidade natal.

Veja também:

linkFederer vence em estreia no Masters 1000 de Montecarlo

"Houve algumas lágrimas aqui e outras ali", disse o atual número dois do ranking da ATP, que se casou com a ex-tenista eslovaca Mirka Vavrinec, que conheceu em 2000, durante os Jogos Olímpicos de Sydney. Eles terão um filho nos próximos meses.

Sobre a cerimônia, Federer assegurou que foi "maravilhoso" dividir aquele momento com sua família e amigos íntimos, e que seu país era o lugar ideal para casar porque lá imperam a "paz e a tranquilidade".

"Emocionei-me muito", completou o suíço, que passará a lua de mel em Monte Carlo, em meio à disputa do Masters local.

"Falei com Mirka e ela se mostrou de acordo com a decisão. Sinto-me como se tivesse em lua de mel durante os últimos anos, e por isso não considero necessário irmos a um lugar especial para celebrar", explicou.

O ex-número um do mundo acha que o casamento não implicará mudanças "no geral", mas alterará "seu modo de pensar e sua vida".

Uma coisa não mudou: seu grande objetivo segue sendo o título de Roland Garros, único dos torneios que formam o Grand Slam que ainda não conquistou.

Na estreia do Masters de Monte Carlo, nesta quarta, Federer passou pelo italiano Andreas Seppi por 2 sets a 0, com duplo 6/4.

Tudo o que sabemos sobre:
Roger Federertênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.