Ahmed Jamallah/Reuters
Ahmed Jamallah/Reuters

Roger Federer sofre, mas derrota o 'freguês' Stepanek e avança em Dubai

Suíço desperdiça três match points e precisa de três sets para ganhar do checo por 6/2, 6/7 e 6/3

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2014 | 14h44

DUBAI - Roger Federer sofreu mais do que esperava para vencer o freguês Radek Stepanek nesta quarta-feira, pela segunda rodada do ATP 500 de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Irregular, o suíço desperdiçou três match points e precisou jogar três sets para fechar a partida pelo placar de 6/2, 6/7 (4/7) e 6/3.

Federer levou 2h10min para faturar sua 13ª vitória em 15 jogos contra o checo porque oscilou no saque, mesmo no primeiro set, que venceu com maior folga. Se acertou oito aces, o suíço acumulou cinco duplas faltas. E converteu 72% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço.

Depois de um primeiro set mais tranquilo, Federer saiu atrás no placar na segunda parcial e chegou a estar perdendo por 5/3. Sem se abalar, reagiu prontamente e fez 6/5. Stepanek levou o duelo para o tie-break e foi melhor nos pontos decisivos.

Como aconteceu no segundo set, o tenista da Suíça começou em desvantagem na terceira parcial. O checo abriu 2/0, mas não conseguiu sustentar a dianteira. Federer logo virou e fez 4/2. No entanto, hesitou ao sacar para o jogo. Desperdiçou dois match points e deu esperanças ao rival. No game seguinte, foi mais eficiente e converteu seu quarto match point, no saque de Stepanek.

Em busca de uma vaga na final, quando poderá cruzar com o sérvio Novak Djokovic, Federer vai encarar outro tenista da República Checa. Lukas Rosol avançou na competição ao vencer o russo Dmitry Tursunov, oitavo cabeça de chave, por 6/4 e 7/6 (7/4).

As quartas de final de Dubai também vão contar com um duelo de tenistas do Top 10.

O checo Tomas Berdych e o francês Jo-Wilfried Tsonga se enfrentarão pela sétima vez no circuito depois de avançarem com facilidade na competição.

Berdych venceu o ucraniano Sergiy Stakhovsky por 6/2 e 6/1, enquanto Tsonga nem precisou entrar em quadra. Ele contou com a desistência do russo Nikolay Davydenko para avançar um degrau na chave. No retrospecto geral, Berdych leva vantagem por ter quatro vitórias, contra duas de Tsonga.

Ainda nesta quarta, o russo Mikhail Youzhny derrotou o britânico James Ward por 6/1 e 7/6 (7/3), o alemão Philipp Kohlschreiber bateu o italiano Andreas Seppi, por duplo 6/3, e o tunisiano Malek Jaziri superou o indiano Somdev Devvarman por 6/3 e 7/5.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.