Kirsty Wogglesworth/AP
Kirsty Wogglesworth/AP

Roger Federer vence Rafael Nadal e é pentacampeão do ATP Finals

Suíço se iguala a Pete Sampras e ao checo Ivan Lendl, únicos que também detêm cinco troféus

AE, Agência Estado

28 de novembro de 2010 | 17h50

LONDRES - O suíço Roger Federer desbancou o rival Rafael Nadal neste domingo e se sagrou campeão do ATP Finals, na Arena O2, em Londres. O número dois do mundo venceu por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 6/1 e conquistou seu quinto título no torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada.

Com a vitória, Federer se igualou ao americano Pete Sampras e ao checo Ivan Lendl, únicos que detêm cinco troféus na última competição do ano - o suíço venceu também em 2003, 2004, 2006 e 2007. Neste ano, o ex-líder do ranking faturou cinco títulos, incluindo o Aberto da Austrália.

Nadal, por sua vez, perdeu a chance de faturar um troféu inédito e coroar sua brilhante temporada. O número 1 do mundo venceu neste ano Roland Garros, Wimbledon e US Open, e abriu ampla vantagem no ranking da ATP. O espanhol, no entanto, segue liderando os confrontos contra Federer, com 14 vitórias e agora oito derrotas. Os dois tenistas voltarão à quadra ainda neste ano para dois jogos-exibição em dezembro, em Madri e Zurique.

O JOGO. Os dois tenistas começaram o duelo vencendo seus games com facilidade. Mais concentrado, Federer apresentava ligeira superioridade nos pontos e não demorou para obter o primeiro break point da partida, no oitavo game. O suíço conseguiu se impor no saque do rival, abriu 5/3 e encaminhou a vitória no set inicial, após 32 minutos de partida. Ao todo, ele registrou 14 bolas vencedoras, contra apenas duas do líder do ranking, e cedeu apenas três pontos em seu serviço.

O segundo set repetiu o início do jogo. Federer e Nadal mostraram eficiência em seus games de serviço até o quarto game, quando o espanhol desequilibrou o duelo. Mais motivado, ele ameaçou o saque do rival pela primeira vez no jogo e obteve a quebra. Na sequência, Nadal se defendeu bem das investidas de Federer em seu backhand e manteve a vantagem até fechar a parcial e devolver o placar de 6/3.

O terceiro e decisivo set manteve o equilíbrio das parciais anteriores. Federer não se abateu com o empate do adversário e foi para o ataque. No quarto game, mostrou consistência na defesa e aproveitou os erros de Nadal para faturar mais uma quebra e ficar em vantagem.

Melhor em quadra, Federer continuou a mostrar eficiência no saque e nas bolas vencedoras no fundo de quadra. Foram 32 em toda a partida, contra 11 do rival. O espanhol começou a dar sinais de cansaço, por conta da batalha de 3 horas na semifinal contra Andy Murray, e cedeu nova quebra no sexto game. O suíço não perdoou e fechou o set em 6/1, em 1h37min de partida.

DUPLAS. Campeões em 2008, o canadense Daniel Nestor e o sérvio Nenad Zimonjic, que disputaram sua última competição juntos, conquistaram neste domingo o bicampeonato nas duplas. Eles derrotaram a parceria formada pelo indiano Mahesh Bhupathi e pelo bielo-russo Max Mirnyi por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (8/6) e 6/4. No sábado, eles haviam eliminado os irmãos americanos Bob e Mike Bryan, maiores favoritos ao título.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.