Roger Federer vence tenista sueco no Aberto da Austrália

Em busca do seu décimo título de Grand Slam, o tenista suíço Roger Federer derrotou com tranqüilidade nesta quarta-feira o sueco Jonas Bjorkman por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/3 e 6/2, em duelo válido pela segunda rodada do Aberto da Austrália, competição que distribui cerca de US$ 15 milhões em prêmios. Com 34 anos, Bjorkman sofreu com o forte calor australiano, que nesta quarta ficou por volta dos 32ºC. Além disso, o sueco não conseguiu resistir ao saque de Federer, que chegou a ultrapassar a marca dos 200 km/h. O confronto entre os tenistas teve aproximadamente 1h30 de duração. Na próxima fase, o líder do ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), que busca o seu terceiro título na Austrália (ele foi campeão em 2004 e 2006), terá pela frente o russo Mikhail Youzhny, que bateu o taiwanês Yen-Hsun Lu por 3 a 0, parciais de 7/5, 6/4 e 6/4. Federer nunca perdeu para Youzhny em sete confrontos realizados. Outro favorito a avançar foi o norte-americano Andy Roddick, que já foi semifinalista na Austrália em 2003 e 2005. Ele não teve problemas para derrotar o francês Marc Gicquel, com parciais de 6/3, 7/6 (7/4) e 6/4. Agora, Roddick pegará Marat Safin, campeão em 2005, que bateu o israelense Dudi Sela por 3 a 2, parciais de 6/3, 5/7, 4/6, 7/6 (7/4) e 6/0. Finalista do ano passado é eliminado O cipriota Marcos Baghdatis, finalista do Aberto da Austrália em 2006, foi eliminado da competição ao perder para o francês Gael Monfils nesta quarta-feira por 7/6 (7/5), 6/2, 2/6 e 6/0, pela segunda rodada. Na última partida do dia, a Rod Laver Arena viveu um clima de festa com a barulhenta torcida cipriota, que meia hora antes da partida já cantava para incentivar Baghdatis. Mas Monfils não se desesperou e também levantou o público vibrando a cada ponto, o que deixou a partida bastante animada tanto dentro como fora da quadra. Baghdatis foi a grande sensação em Melbourne no ano passado, quando bateu o argentino David Nalbandian nas semifinais e chegou à decisão, perdida para o suíço Roger Federer. Em Wimbledon, ele também caiu um jogo antes da decisão, para o espanhol Rafael Nadal. O cipriota também ganhou fama ao ser o último adversário derrotado pelo americano Andre Agassi na carreira, na segunda rodada do US Open do ano passado. Posteriormente, uma lesão nas costas prejudicou o restante de seu ano no circuito. Outros resultados da 2.ª da chave masculina Sam Querrey (EUA) venceu Florent Serra (FRA) - 6/3, 6/4 e 6/3 Mario Ancic (CRO) venceu Garcia-Lopez (ESP) - 3/6, 7/5, 6/2 e 6/2 Dominik Hrbaty (ESL) venceu V. Spadea (EUA) - 5/7, 6/4, 6/4 e 6/3 Richard Gasquet (FRA) venceu Amer Delic (EUA) - 6/1, 6/2 e 6/4 Mardy Fish (EUA) venceu Nicolas Mahut (FRA) - 7/5, 6/4, 3/6 e 6/4 R. Stepanek (RCH) venceu L. Dlouhy (RCH) - 4/6, 4/6, 6/4, 6/1 e 6/4 D. Ferrer (ESP) venceu Johansson (SUE) - 6/2, 6/7 (5/7), 6/2 e 6/2 W. Arthurs (AUS) venceu Fleishman (EUA) - 6/7 (5/7), 6/1, 6/4 e 6/4 Novak Djokovic (SER) venceu Feliciano Lopez (ESP) - 6/2, 7/5 e 6/1 Udomchoke (TAI) venceu Carlos Ferrero (ESP) - 7/6 (7/0), 7/5, 4/6 e 6/1 Tommy Robredo (ESP) venceu Jurgen Melzer (AUT) - 6/1, 6/3 e 6-3 *Atualizado às 11h30

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.