Rússia e República Checa avançam para a final da Fed Cup

Rússia e República Checa garantiram neste domingo vaga na final da edição 2015 da Fed Cup, a versão feminina da Copa Davis. A decisão acontecerá nos dias 14 e 15 de novembro, em solo checo.

Estadão Conteúdo

19 de abril de 2015 | 15h09

Jogando em Sochi, o time da casa sofreu para eliminar a Alemanha. Depois de abrir 2 a 0 no sábado, as russas levaram um susto neste domingo e permitiram o empate das visitantes nas partidas individuais. Andreas Petkovic, que substituiu Sabine Lisicki, bateu Svetlana Kuznetsova, por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/1.

Na sequência, Angelique Kerber, que entrou no lugar de Julia Goerges, atropelou Anastasia Pavlyuchenkova, com 6/1 e 6/0. A vaga foi decidida nas duplas. Elena Vesnina e Anastasia Pavlyuchenkova derrotaram Andrea Petkovic e Sabine Lisicki por 2 sets a 0 (6/2 e 6/3).

A República Checa, atual campeã do torneio, teve mais facilidade para eliminar a França em Ostrava. Depois de abrir 2 a 0 no sábado, as anfitriãs trataram logo de eliminar a fatura no domingo ainda no primeiro jogo de simples. Petra Kvitova bateu Caroline Garcia, com duplo 6/4. As checas chegam a sua quarta final nos últimos cinco anos.

REPESCAGEM - Estados Unidos e Itália iniciaram a disputa de domingo empatados em 1 a 1 pela repescagem da Fed Cup. A líder do ranking mundial, Serena Williams, colocou as norte-americanas em vantagem ao vencer com muita dificuldade Sara Errani por 2 sets a 1 (4/6, 7/6 (7/3) e 6/3).

Na sequência, Flavia Penetta deixou tudo igual ao derrotar Christina Mchale por duplo 6/1. A decisão foi para as duplas e as italianas levaram a melhor. Sara Errani e Flavia Pennetta derrotaram Serena Williams e Alison Riske por 2 sets a 0 (6/0 e 6/3). Em 2016, os Estados Unidos vão disputar o Grupo Mundial II da Fed Cup, enquanto o time italiano se mantém no Grupo Mundial I.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisFed CupRússiaRepública Checa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.