Muhammad FAROOQ / AFP
Muhammad FAROOQ / AFP

Rússia é substituída pela Sérvia na Copa Davis e Brasil pode herdar vaga

Exclusão ocorre como forma de sanção pela invasão à Ucrânia. Belarus também perde vaga

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de março de 2022 | 12h32

Atual campeã da Copa Davis, a Rússia será substituída pela Sérvia na etapa final do torneio, que ocorre em setembro. O país foi excluído da competição como forma de punição pela invasão à Ucrânia. O anúncio foi feito nesta segunda-feira pela Federação Internacional de Tênis (ITF).

A Sérvia já havia sido convidada para integrar a fase decisiva da competição por ser "a equipe com a melhor classificação nas semifinais de 2021". Com o time sérvio entrando no lugar da Rússia, outro país receberá a vaga. O Brasil é um dos cotados. 

Segundo a ITF, o convite será feito a um dos 12 países eliminados na fase de classificação, ocorrido em 4 e 5 de março. Desta maneira, o Brasil concorre pela vaga com Áustria, Canadá, Colômbia, Equador, Eslováquia, Finlândia, Hungria, Japão, Noruega, República Tcheca e Romênia. 

Ainda de acordo com a entidade, a sanção também se estende a Belarus, devido ao auxílio na entrada das tropas russas no território ucraniano. ITF indicou que a Bélgica será o país a herdar a vaga belarrussa na Copa Davis. 

As sanções também ocorrem na Copa Billie Jean King (antiga Fed Cup), versão feminina do torneio. Austrália e México são países que vão ficar com as vagas de Rússia e Belarus, respectivamente. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.