Charles Krupa/AP
Charles Krupa/AP

Rússia vai decidir Fed Cup sem nenhuma Top 100

Versão feminina da Copa Davis será decidida entre Itália e Rússia

AE, Agência Estado

23 de outubro de 2013 | 13h26

MOSCOU - A Rússia vai decidir a Fed Cup, a versão feminina da Copa Davis, sem nenhuma tenista Top 100. Nesta quarta-feira, a Federação Internacional de Tênis confirmou a lista de convocadas de Itália e Rússia para a final, que será disputada nos dias 2 e 3 de novembro, revelando que nenhuma das melhores tenistas russas no ranking da WTA vai jogar. Maria Kirilenko (18ª colocada no ranking), Anastasia Pavlyuchenkova (26ª) e Elena Vesnina (25ª), que lideraram a Rússia até a sua sexta final em 10 anos na Fed Cup, se classificaram para o Torneio de Sófia, na Bulgária, que começa na próxima terça-feira e reúne as melhores colocadas do ranking que conquistaram títulos nesta temporada e não conseguiram obter vaga para a disputa do Masters da WTA.

Svetelana Kuznetsova, dona de dois títulos de Grand Slam e número 21 do mundo, se recusou a jogar, devido à motivos pessoais, enquanto Maria Sharapova, a melhor tenista da Rússia, em terceiro lugar no ranking, não atua mais nesta temporada por causa de uma lesão no ombro. Ekaterina Makarova, número 24 do mundo, também não vai jogar. Com tantos problemas, o capitão Shamil Tarpischev convocou Alisa Kleybanova (186ª colocada no ranking), Alexandra Panova (138ª), Irina Khromacheva (231ª) e Margarita Gasparian (317ª) para o confronto com a Itália, que será disputado em quadras de saibro em Cagliari, na Sardenha, em 2 e 3 de novembro. Será dessas jogadoras a responsabilidade de tentar conduzir a Rússia ao seu quinto título da Fed Cup, sendo o segundo sobre a Itália, a quem bateu na decisão de 2007.

Já a equipe italiana, campeã três vezes da Fed Cup, chamou atletas bem mais renomadas. A Itália será representada por Sara Errani, número 7 do mundo, Roberta Vinci, número 13, Flavia Pennetta, número 31, e Karin Knapp, número 41.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisFed CupRússiaItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.