Safin desbanca Federer e vai à final

Apareceu alguém capaz de desbancar o suíço Roger Federer. O autor da façanha foi o russo Marat Safin. Mas não foi nada fácil. Ele precisou de 4 horas e 28 minutos, nesta quinta-feira, para vencer o número 1 do mundo por 3 sets a 2, com parciais de 5/7, 6/4, 5/7, 7/6 (8/6) e 9/7. E, com isso, passou para a final do Australian Open.Safin fez mais do que garantir sua vaga na final do primeiro torneio do Grand Slam na temporada. Acabou com uma seqüência incrível de vitórias de Federer. Afinal, a última derrota do tenista suíço tinha acontecido na segunda rodada da Olimpíada de Atenas, em 2004 - estava invicto há 26 jogos.Além disso, Federer mantinha uma invencibilidade de 24 partidas contra tenistas entre os 10 melhores do ranking mundial - sua última derrota para um top ten foi em 2003, para o espanhol Juan Carlos Ferrero. E, em torneios de Grand Slam, não perdia desde Roland Garros, para o brasileiro Gustavo Kuerten, somando 18 vitória seguidas.A semifinal desta quinta-feira foi uma reedição da final do Australian Open do ano passado, quando Federer levou a melhor. Mas dessa vez Safin saiu com a vitória. O suíço, que não tinha perdido um set sequer até então no torneio, chegou a pedir assistência de um massagista durante o jogo, mas nada que o atrapalhasse. Já o russo teve 6 match points antes de conseguir fechar a partida e garantir sua vaga na final.O adversário de Safin na final do torneio disputado em Melbourne será definido apenas nesta sexta-feira, quando se enfrentam o australiano Lleyton Hewitt e o norte-americano Andy Roddick.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.