Horacio Villalobos/EFE
Horacio Villalobos/EFE

Safin diz que Agassi deveria devolver títulos e dinheiro

'Se ele é tão limpo quanto diz que é, poderia ir até o fim', disse o russo, que faz sua temporada de despedida

AE-AP, Agencia Estado

10 de novembro de 2009 | 09h46

O ex-número 1 do ranking mundial do tênis Marat Safin afirmou que o norte-americano Andre Agassi deveria devolver seus títulos e o dinheiro que arrecadou com os mesmo depois de confessar ter usado uma substância proibida e mentido para a ATP para se livrar de uma punição.

Veja também:

linkAndre Agassi lança livro e revela novas polêmicas

Agassi fez a revelação no seu livro Open, no qual admite que usou a droga crystal meth em 1997. Para não ser punido, ele culpou o seu assistente à época, afirmando que usou a droga acidentalmente ao tomar um refrigerante oferecido pelo seu auxiliar.

Safin, que disputa nesta semana, em Paris, o seu último torneio como profissional, afirmou ao jornal francês L''Equipe que Agassi deveria "devolver seus títulos, seu dinheiro e seus títulos de Grand Slam".

"Eu não estou defendendo a ATP, mas o que ele disse o colocou em uma posição delicada", afirmou Safin, que depois acrescentou: "A ATP permitiu a ele ganhar muitos torneios e muito dinheiro. Ela manteve o seu segredo".

Agassi, que se aposentou em 2006, ganhou 60 títulos, incluindo oito de Grand Slams. Ao comentar os feitos do norte-americano, Safin desafiou o ex-tenista a mostrar que é honesto. "Se ele (Agassi) é tão limpo como ele diz que é, ele tem de ir até o fim. A ATP tem um conta bancária e ele pode devolver o dinheiro (que ganhou com o tênis) se ele quiser".

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMarat SafinAndre AgassiATP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.