Safin: outro favorito fora em Londres

A derrota de Pete Sampras, nesta quarta-feira, na segunda rodada de Wimbledon, foi um choque para o jogador que se acostumou a ganhar na grama do All England Club de Londres. A última vez que isso aconteceu foi em 1991. Talvez por isso ele tenha dito que voltará no ano que vem, não quer terminar sua história no torneio assim. O suíço George Bastl, 145º do mundo, gastou 3h15 para fazer 6/3, 6/2, 4/6, 3/6 e 6/4 contra o ídolo de Wimbledon. ?Não posso parar depois dessa derrota, sobretudo aqui, depois de tudo o que passei em Wimbledon. Sei que ainda posso ganhar um torneio de Grand Slam. E se há um lugar onde posso fazer isso é aqui no All England Club?, afirmou. ?Estou decepcionado, meu saque me abandonou. Tive chance no quinto set, mas Bastl jogou bem toda a partida, há que se fazer uma homenagem a ele.? Sampras jogou na Quadra 2, que já é considerada pelos jogadores ?cemitério de campeões?. ?Já não estava contente por ter de jogar nessa quadra. Acho que depois de tudo o que consegui, merecia jogar em uma quadra melhor. Esta (a número 2) é mais pequena, não é a mesma coisa.? O jogador que mais temporadas terminou em primeiro lugar do mundo (seis), ganhou mais títulos de Grand Slam (13), de um total de 63 na carreira, mais de US$ 42 milhões faturados, completará 31 anos dia 12 de agosto. No ano passado, ele foi eliminado pelo suíço Roger Federer nas oitavas-de-final. Seu último título foi conquistado justamente em Wimbledon em 2000. ?Acho que durante 15 dias vou ficar deprimido, triste ao voar para casa sabendo que o torneio continuará sem mim. Mas tenho de me preparar para o Aberto dos Estados Unidos (que começa dia 26 de agosto).? Mas Sampras não vai embora sozinho. Seu compatriota Andre Agassi segue com ele. Assim como o russo Marat Safin, cabeça-de-chave 2. Agassi foi eliminado pelo tailandês Paradorn Srichaphan por 6/4, 7/6 (7-5) e 6/2. Safin foi derrotado por Olivier Rochus, da Bélgica, que marcou 6/2, 6/4, 3/6, 7/6 (7-1). Brasileiros ? Nesta quinta-feira, Flavio Saretta, 71º do mundo, depois do bom resultado de terça-feira, enfrenta o alemão Alexander Waske, 158º, que disputou o qualifying. E André Sá, 90º, jogará contra o austríaco Stefan Koubek, 41º. Em duplas, nesta quarta, Sá e Jim Thomas (EUA) perderam na estréia para Mark Knowles (BAH) e Daniel Nestor (CAN), que marcaram 6/7 (4-7), 6/1, 3/6, 6/2 e 6/2. Guga ? O brasileiro fez uma pausa no treino para ver o jogo em que a seleção brasileira venceu a Turquia. ?A seleção está um espetáculo, o Ronaldo é realmente um fenômeno. Foi lá, deu tudo o que tinha, fez o dele e o Felipão é um gênio. A gente sempre acreditou no Brasil, a seleção foi crescendo, ganhando confiança e temos é que comemorar mesmo, ficar feliz e sentir orgulho, porque essa é a nossa terceira final consecutiva.? Outros resultados de quarta-feira em Wimbledon: Mark Philippoussis (AUS) 7/5, 6/3 e 6/4 Thomas Enqvist (SUE); Nicolas Kiefer (ALE) 7/5, 6/3 e 6/0 Fernando González (CHI); Xavier Malisse (BEL) 7/5, 6/2 e 6/2 Vincent Spadea (EUA); Arnaud Clement (FRA) 6/3, 6/4 e 7/6 (7-2) Todd Martin (EUA); Taylor Dent (EUA) 6/4, 7/5 e 7/6 (7-4) Jan-Michael Gambill (EUA); Nicolás Lapentti (EQU) 4/6, 6/4, 6/3 e 6/2 Barry Cowan (ING); Andrei Pavel (ROM) 3/6, 6/1, 7/6 (7-2) e 6/4 Karol Beck (ESL); David Nalbandian (ARG) 7/6 (7-3), 7/6 (9-7) e 6/3 Paul Henri Mathieu (FRA); Yevgeny Kafelnikov (RUS) 7/6 (10-8), 6/2 e 6/2 Nicolas Thomann (FRA). No feminino: Nathalie Dechy (FRA) 6/3 e 6/2 Tatiana Poutchek (BIE); Maja Matevzic (SLO) 2/6, 6/1 e 6/2 Anne Kremer (LUX); Anastasia Myskina (RUS) 6/4 e 6/3 Greta Arn (ALE); Daja Bedanova (CHE) 6/3 e 6/2 Selima Sfar (TUN); Chanda Rubin (EUA) 6/3 e 6/1 Iroda Tulyaganova (UZB); Laura Granville (EUA) 6/3 e 6/4 Marlene Weingartner (ALE); Amelie Mauresmo (FRA) 6/4 e 6/2 Rita Grande (ITA); Eleni Daniilidou (GRE) 6/2 e 6/2 Saori Obata (JAP); Mary Pierce (FRA) 6/3 e 6/4 Sandrine Testud (FRA); Miriam Oremans (HOL) 7/5 e 6/3 Meghann Shaughnessy (EUA); Tatiana Panova (RUS) 6/7 (2-7), 6/3 e 6/2 Elena Bovina (RUS); Daniela Hantuchova (ESL) 6/2, 4/6 e 6/3 Martina Sucha (ESL); Els Callens (BEL) 2/6, 6/3 e 6/4 Clarisa Fernández (ARG); Jelena Dokic (IUG) 6/0, 4/6 e 8/6 Kveta Hrdlickova (CHE); Jennifer Capriati (EUA) 6/2 e 6/1 Marta Marrero (ESP); Serena Williams (EUA) 6/3 e 6/3 Francesca Schiavone (ITA).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.