Safin perto de tirar nº 1 de Guga

Sem perder ainda um set sequer esta semana no Torneio de Dubai, com US$ 1 milhão em prêmios, o tenista russo Marat Safin já garantiu sua classificação para as semifinais, ao derrotar o ucraniano Andrei Medvedev. Com isso, já soma 135 pontos para o ranking e, agora, está a apenas um passo de roubar a posição de número 1 do mundo do brasileiro Gustavo Kuerten. Se Safin derrotar o sueco Thomas Johansson, nesta sexta-feira, e chegar à final do torneio já será o novo líder da lista de entradas.A briga pela posição de número 1 do mundo entre Guga e Safin está emocionante. Desde o fim do ano passado, na realização do Masters Cup de Lisboa, os dois tenistas disputam jogo a jogo a liderança. Em Portugal, o jogador russo tinha tudo para sair do campeonato como líder. Mas Guga superou as adversidades e consagrou-se como o campeão do mundo. No Aberto da Austrália, o russo aproveitou-se de um deslize do brasileiro e colocou-se no topo da lista. Semana passada, foi a vez de Guga beneficiar-se com a derrota de Safin, na primeira rodada do ATP Tour de Roterdã, para reconquistar a liderança com o título em Buenos Aires.Esta semana, Safin voltou a ter as cartas nas mãos. Joga em Dubai, torneio com premiação e pontuação superior a de Acapulco, enquanto Guga tem pontos para descontar (175) do título conquistado ano passado em Santiago. Já prevendo o grande momento e disposto a não deixar escapar a enorme oportunidade, Marat Safin vem demonstrando um desempenho invejável em Dubai. E, sem modéstias, já se diz pronto para sair do Oriente Médio, como campeão e líder do ranking mundial."Disse no início do torneio que precisava de alguns jogos para entrar em forma", contou. "Agora sinto que estou jogando cada vez melhor e estou pronto para ser campeão do torneio." O torneio de Dubai termina no sábado e, por isso, está uma rodada à frente do ATP Tour de Acapulco, que tem final programada para domingo. Safin enfrenta nesta sexta-feira Thomas Johansson, enquanto a outra semifinal terá o espanhol Juan Carlos Ferrero com o eslovaco Dominik Hrbaty.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.