Sampras: estréia de campeão em Miami

Campeão do ano passado, título ganho em uma equilibrada final com o brasileiro Gustavo Kuerten, o experiente tenista norte-americano Pete Sampras mostrou na sua estréia do Masters Series de Miami que está preparado e em condições de conquistar outro troféu. Diante de um adversário forte e perigoso, como o alemão Nicolas Kiefer, Sampras usou todas suas armas para marcar 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 6/3.Sampras este ano ainda não fez muito. Mas já há algumas temporadas tem escolhido alguns torneios como preferidos e os melhores para brigar pelo título. Sempre coloca em suas prioridades Wimbledon e, agora, em 2001 também anunciou que vai dedicar-se a Roland Garros, para uma última tentativa de ganhar o único troféu do Grand Slam que ainda não possui em sua prateleira.Na próxima rodada, em Miami, Sampras já terá um duelo bastante curioso. Vai ter pela frente o ex-juvenil Andy Roddick, que chegou a ser o número 1 no ranking de sua categoria e agora dá os primeiros passos no profissionalismo carregando grandes esperanças da USTA - a associação norte-americana de tênis - de se tornar um dos grandes astros dos Estados Unidos.Tanto nos recentes tempos de juvenil, como agora no início da carreira profissional, Roddick não decepciona. Em Miami, por exemplo, fez uma estréia brilhante ao eliminar o ex-número 1 do mundo, o sempre imprevisível chileno Marcelo Rios, por 6/4 e 6/1."Esta foi a maior vitória da minha vida", afirmou Roddick. "E já estou pensando em outra ainda maior no próximo jogo". Em outros jogos da rodada, o francês Fabrice Santoro eliminou o inglês Tim Henman por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 7/6 (7/4) e 6/3; o russo Yevgeny Kafelnikov mantém-se forte candidato para chegar às finais e eliminou o espanhol Albert Costa por 7/6 (7/3) e 6/3; o australiano Lleyton Hewitt não fez mais do que o necessário para superar o espanhol Jacobo Diaz por 6/3 e 6/3; enquanto o baixinho francês Sebastien Grosjean não se intimidou diante de "a besta", como é chamado o bielo-russo Max Mirnyi, dono de um saque muito violento e golpes de força brutal: ganhou por 4/6, 7/5 e 6/2.Outro resultado inesperado, por ser um jogo em quadra rápida, foi a vitória do argentino Gaston Gaudio diante do holandês Jan Siemerink por 7/6 (7/5) e 6/2. O também argentino Guillermo Coria eliminou seu compatriota Franco Squillari por 6/4 e 6/2. O equatoriano Nicolas Lapentti teve uma atuação tranqüila para superar Cecil Mamiit (EUA) por 6/1 e 6/3. O checo Bohdan Ulihrach ganhou do sul africano Wayne Ferreira por 5/7, 6/4 e 6/3; Andrei Pavel (Romênia) de Andreas Vincinguerra (Suécia) por 6/3 e 6/3; e Jonas Bjorkman (Suécia) de Nicolas Escude (França) por 7/5 e 6/4.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.